Ouça, baixe e curta minhas músicas

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Prorrogados os aditamentos até 20 de Julho de 2015

De acordo com a portaria 251, de 29 de Junho de 2015, foram prorrogados até 20 de Julho de 2015
os prazos para realização de aditamentos de renovação, de transferência integral e de dilatação referente ao 1º semestre de 2015, e também o prazo para a realização de suspensão temporária
do financiamento referente ao 2º semestre de 2013 e aos 1º e 2º semestres de 2014 .

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Novo Fies é divulgado, entre as mudanças o fim do financiamento de 100%

Em nota conjunta do Ministério da educação e  Ministério do Planejamento, do dia 26/06/2015, foram divulgadas as diretrizes do que foi chamado " Novo Fies". As medidas começarão a valer a partir do 2º semestre  de 2015, e só valerão para os novos contratos a serem assinados a partir de agora.
A portaria regulamentando as alterações deve ser divulgada no dia 03/07/2015, assim como o período para novas inscrições.

As medidas mudam profundamente o programa, tornando-o bem menos atraente. Além disso as regras se tornaram bem mais complexas.
Entre as novas regras se destaca o fim do financiamento de 100% do valor da mensalidade. Haverá um valor mínimo a ser pago por cada estudante, que será determinado a cada ano.
Abaixo a síntese dos pontos que serão alterados e a justificativa dada pelos ministérios para  as mudanças:

PRIORIDADES:


PARA CURSOS DE TRÊS ÁREAS
COMO SERÁ: As áreas de engenharias, formação de professores (licenciaturas, pedagogia ou normal superior) e saúde serão prioritárias.
COMO ERA: Não havia definição de critério.
JUSTIFICATIVA:  Estes cursos são considerados estratégicos para o desenvolvimento do país ou para atendimento de demandas sociais. Alunos de outros cursos continuarão a ser atendidos.

PARA CURSOS COM NOTAS ALTAS 
COMO SERÁ: Foco serão os cursos com notas 5 e 4 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). 25% das vagas serão disponibilizadas para cursos com conceito 5.
COMO ERA: MEC exigia somente avaliação positiva( a partir de 3) no Sinaes. No primeiro semestre de 2015, passou a adotar o critério e cursos com nota 4 ou 5 que somaram 52% dos financiamentos. A tendência é que ainda mais cursos com notas altas tenham financiamento.
JUSTIFICATIVA: Ministério diz que cursos com nota três no Sinaes ainda serão financiados, mas em patamares menores do que os das áreas consideradas prioritárias.

PARA TRÊS REGIÕES DO BRASIL 
COMO SERÁ: Será priorizado o atendimento de alunos matriculados em cursos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste (excluindo Distrito Federal).
COMO ERA: Não havia recorte de prioridade para regiões ou estados, sendo que  60% dos contratos atualmente são de estudantes de estados do Sul, do Sudeste ou Distrito Federal.
JUSTIFICATIVA: Ministério diz que decisão se soma a "outras várias políticas sociais federais que buscam corrigir as desigualdades regionais". Alunos de outros estados continuarão a ser atendidos, mas em patamares menores do que os das áreas consideradas prioritárias.


REALINHAMENTO DAS CONDIÇÕES DO FINANCIAMENTO:


PRAZO PARA PAGAMENTO
COMO SERÁ: Três vezes a duração do curso
COMO ERA: Três vezes a duração do curso mais um ano de prazo.

TAXA DE JUROS
COMO SERÁ: 6,5% ao ano
COMO ERA: Antes, até outubro de 2006, eram de 9%. Depois, até agosto de 2009, passou a ficar entre 3,5% e 6,5%. Desde março de 2010 os juros são de 3,4% ano ano.

PARCELA DE JUROS TRIMESTRAIS
COMO SERÁ: Parcela trimestral de até R$ 250,00
COMO ERA :  Parcela trimestral de até R$ 50,00
JUSTIFICATIVA: As alterações nas condições de financiamento visam reduzir o subsídio por aluno de forma a fortalecer a sustentabilidade do Programa, tornando possível que, no médio prazo, os novos entrantes sejam financiados, em sua maioria, pelos formados. No curto prazo, o realinhamento dos custos de financiamento ao seu retorno mitiga possíveis distorções do mercado de crédito.

NOVO MODELO DE COPARTICIPAÇÃO

Foi alterado o critério de renda bruta e percentual de comprometimento da renda per capita com o pagamento da mensalidade, para renda familiar per capita. Segundo a nota conjunta, mais adequado para mediar a capacidade de coparticipação(parcela a ser paga pelo estudante).
Esse valor será determinado a cada ano, levando em conta a faixa salarial. Quem tem renda menor, pagará um valor menor, independentemente do valor do curso financiado.

TETO DA RENDA FAMILIAR
COMO SERÁ: Limite é a renda per capita de até 2,5 salários mínimos.
COMO ERA: Renda familiar bruta de até 20 salários mínimos.
Atenção: É renda per capita, que é o valor total da renda bruta familiar dividida pela quantidade de membros do grupo familiar. Em uma família de quatro pessoas com uma renda bruta de R$ 3.152, 00 ( quatro salários mínimos) a renda per capita será de 1 salário mínimo.

JUSTIFICATIVA: "O Fies é para os estudantes que são mais pobres e precisam de financiamento. Não é mais (a família com renda de) até R$ 15 mil que tem direito ao Fies, são valores mais baixos, mas que ainda atingem muitas pessoas", afirmou o ministro da Educação. O governo diz que 90% das famílias brasileiras estão no novo limite de renda.

Foi divulgada uma tabela com o novo modelo, para duas situações: curso de
custo médio (mensalidade de R$ 955) e curso de medicina (mensalidade média de R$
3.932).
Assim:
 Uma família com renda per capita de 0,5 salário mínimo terá um comprometimento de renda de 15%, equivalente a uma mensalidade de R$ 59,10, independente do curso. Ou seja, esse aluno obterá um financiamento de 93,8% no curso médio e 98,5% no curso de medicina.
 Uma família com renda per capita de 2,5 salários mínimos terá um comprometimento de renda de 38%, equivalente a uma mensalidade de R$ 748,60, independente do curso. Ou seja, esse aluno obterá um financiamento de 21,6% no curso médio e 81,0% no curso de medicina.

Objetivos da medida segundo a nota: as alterações nas regras de cofinanciamento visam alinhar o
modelo às melhores práticas internacionais, respeitando a capacidade de pagamento das
famílias. Ao estabelecer uma alíquota progressiva de comprometimento segundo as
faixas de renda, o Programa se torna ainda mais efetivo na equalização de
oportunidades.
Análise: Acaba-se assim com o financiamento de 100% do valor da mensalidade. Em alguns casos, de acordo com a renda per capita, poderá ser de menos de 20% do valor da mensalidade.

DEFINIÇÃO PLURIANUAL DAS NOVAS VAGAS

COMO SERÁ:  Para os próximos anos, a definição do quantitativo de novas vagas do FIES será discutida no âmbito do Conselho Consultivo Interministerial.
COMO ERA: Não havia um número de vagas definido previamente.
No segundo semestre de 2015, serão disponibilizadas 61,5 mil novas vagas, totalizando 314 mil no ano.
Objetivos da medida: aumentar a previsibilidade de todos os agentes envolvidos: alunos, instituições de ensino superior privada e governo. O quantitativo de vagas buscará, dentro dos limites orçamentários, aumentar gradualmente a taxa bruta de matrícula no ensino superior de forma a aproximar o Brasil de países com nível educacional mais  elevado.


OUTRAS MEDIDAS DIVULGADAS:


UNIVERSIDADES DARÃO DESCONTO EM MENSALIDADES
COMO SERÁ: Instituições participantes vão oferecer um desconto de 5% sobre a mensalidade para os estudantes com contrato do Fies sobre o valor mais barato cobrado.
ANTERIOR: Estudante pagava a mensalidade mais barata cobrada na instituição pelo curso.
JUSTIFICATIVA: "O governo é um grande comprador de cursos pelo Fies. Ao ser um grande comprador ele deve se beneficiar de descontos que são dados de modo geral quando você compra em grandes quantidades. Calculando 5%, quer dizer que três mil vagas das 61,5 mil são geradas por essa nova economia", afirmou o ministro.


NOTAS MÍNIMAS NO ENEM
COMO SERÁ: Alunos precisam de 450 pontos na média do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e nota diferente de zero na redação.
COMO ERA: A mudança passou a valer para contratos firmados neste ano. Antes, só era preciso ter prestado o exame.
JUSTIFICATIVA: A iniciativa busca aumentar o nível dos profissionais formados com apoio do financiamento público, de acordo com o governo.

VALIDADE DAS MUDANÇAS
COMO SERÁ: Mudanças só valerão para os próximos contratos.
JUSTIFICATIVA: "Você não pode mudar um contrato por vontade unilateral. O governo firmou um contrato com milhões de estudantes com determinadas regras e essas regras serão mantidas e Respeitadas", disse o ministro Renato Janine Ribeiro.

Abaixo o endereço para baixar a íntegra da nota conjunta à imprensa( clique na página abaixo em "integra da nota conjunta" :





segunda-feira, 8 de junho de 2015

Aditamento Preliminar do Fies foi liberado para contratação.

Conforme mensagem publicada no site Sisfies portal, o MEC comunica que os aditamentos preliminares, que estavam pendentes no sistema, foram liberados.
O crédito será liberado com o valor máximo de reajuste de 6,41%.  Os valores acima desse patamar de reajuste só serão liberados após análise do grupo de trabalho do MEC .

Atenção: para os aditamentos Não Simplificados, verifique no banco se o arquivo já foi recebido pelo banco. Pelo relato de estudantes, quase ninguém está conseguindo fazer o aditamento Não Simplificado.

Leia abaixo a íntegra do comunicado:   


ADITAMENTO PRELIMINAR

Prezado estudante,

Com o reajuste percentual limitado a 6,41% para o valor financiado com recursos do Fies referente ao semestre 1/2015, os aditamentos de renovação semestral realizados com reajustes superiores ao referido índice foram inicialmente realizados preliminarmente, de modo a permitir a continuidade tanto de seus estudos quanto do respectivo financiamento.

Por oportuno, comunicamos-lhe que referido aditamento de renovação semestral foi liberado para contratação junto ao agente financeiro. Para que isso seja possível, foi prorrogado em 20 dias, a contar de 01.06.2015, o prazo para comparecimento à CPSA da instituição de ensino na qual V.Sa. encontra-se matriculado e para obtenção do Documento de Regularidade de Matrícula (DRM). Na hipótese de aditamento não simplificado, dirigir-se à agência do banco dentro do prazo estipulado para assinatura de Termo Aditivo ao contrato de financiamento estudantil.

Informamos que o crédito a ser repassado às instituições de ensino superior será limitado a 6,41% de reajuste. Eventual pagamento da diferença de reajuste acima de 6,41% ficará retido até a ulterior conclusão do Grupo de Trabalho, criado no âmbito da Portaria conjunta MEC/FNDE/SENACON nº 17, de 20.3.2015. O acerto para 6,41% no reajuste dos valores registrados na conta de seu financiamento, no âmbito dos agentes financeiros, será realizado posteriormente, na medida em que a funcionalidade sistêmica a permitir o ajuste encontra-se em desenvolvimento.

Atenciosamente,

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

Ministro da Educação informa que haverá nova edição do Fies neste 2º semestre de 2015

Em seu perfil pessoal do Facebook, o Ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro anunciou que haverá uma nova edição do Fies neste 2º semestre de 2015. Serão priorizados os cursos para formação de professores, da área de saúde e de engenharia.
E serão priorizados também os cursos com melhor avaliação e as regiões Norte  e Nordeste.
Ainda não há definição de prazos nem quantidade de vagas.
Complementando o que disse no Facebook, o ministro afirmou no programa Roda Vida , da TV Cultura, que haverá uma diminuição no valor da renda máxima familiar para pleitear o Fies.

Leia abaixo a íntegra da mensagem do ministro em seu perfil no Facebook:

 "É com muita alegria que anuncio que teremos, em 2015, a segunda edição do FIES. Novos contratos de financiamento serão possíveis.
O Brasil precisa melhorar o ensino básico. Por isso, o FIES priorizará a formação de professores.
O Brasil precisa de mais profissionais de saúde, então priorizaremos cursos da área de saúde. Priorizaremos, também, cursos de engenharia.
Atenção: estabelecer prioridades não significa excluir outros cursos! As prioridades partem do reconhecimento de nossas necessidades mais prementes.
Priorizaremos, também, a qualidade. Os cursos com notas 4 e 5 terão prioridade sobre os cursos de nota 3.
As Regiões Norte e Nordeste, por suas necessidades especiais, serão também priorizadas.
Em breve, anunciaremos datas e todos os detalhes, de forma transparente, o que é nosso dever e prazer. "

quinta-feira, 28 de maio de 2015

A partir de 2016 todos os estudantes terão de ter prestado o ENEM para pleitear o Fies.

Foi publicada a Portaria Normativa nº 7  de 25/05/2015 que obriga , a partir do primeiro semestre de 2016, que todos os estudantes que pleitearão o Fies terão de ter prestado o ENEM.
Assim, mesmo os que concluíram o ensino médio antes de 2010 e os candidatos que são professores da rede pública deixam de ter a prerrogativa de não ter prestado o exame.
Neste 2º semestre de 2015 ainda valerá a regra antiga, ou seja,  quem concluiu o ensino médio antes de 2010 e os professores da rede pública( que estejam em pleno exercício do cargo) ainda não precisarão do ENEM.



sexta-feira, 8 de maio de 2015

Dilatação do Fies- Passo a passo

Regulamentada pela Portaria 16 de 04/09/2012, a Dilatação do prazo de utilização consiste na prorrogação do Fies por até 2(dois semestres) consecutivos após o prazo regular do curso, caso o estudante não consiga concluir o curso dentro do prazo regular.
Siga o passo a passo

O primeiro passo é entrar no site Sisfies:  http://sisfiesportal.mec.gov.br/,  no módulo de Aditamento, conforme abaixo:







Aparecerá então a tela abaixo onde terá de colocar  seu CPF, a sua senha , e o código de verificação, conforme as setas vermelhas. Caso tenha esquecido a senha , clique em  "Esqueci minha senha " e a senha  irá para o email cadastrado na inscrição.



















Aparecerá  a tela com a seguinte mensagem : (M285) Prazo de utilização do financiamento encontra-se encerrado.(conforme seta azul).
Na aba Renovação aparecerá a mensagem: Nenhum aditamento disponível( conforme setas vermelhas)

Clique então na aba Dilatação( conforme seta vermelha) , verá ,também de acordo com a seta vermelha, que  a dilatação está disponível e qual o período em que pode ser feita( prazo inicial e final) Clique então em Referência no semestre e ano, no caso 1º/2015( em azul)




























O sistema então lhe direcionará para a tela abaixo. Nesta tela você terá algumas informações sobre a dilatação(conforme seta azul). De acordo com a seta vermelha estará marcada a quantidade de semestres da dilatação(que sempre será  1).
Clique em Gravar e prosseguir( conforme seta preta).
Na tela seguinte aparecerão os Termos  da dilatação ( seta preta) e o prazo para a CPSA validar a sua dilatação( seta vermelha) . Clique em Concluir( seta azul) 
Aparecerá uma caixa ,com a mensagem que será enviado um SMS para o telefone celular que estiver cadastrado.
Atenção: muitas  vezes  acontecem problemas nesse envio. Veja Aqui  o que fazer nesse caso.
Recebido o código, insira dentro do retângulo( seta vermelha)e aperte em Confirmar.
Atenção o código possui letras maiúsculas, minúsculas e números
Ao ser inserido com sucesso aparecerá a tela final do sistema, com o aviso: (924) Solicitação de aditamento de Dilatação concluída com sucesso.
Clique em Aqui( seta vermelha) para ir para a tela de impressão do comprovante.
Você será direcionado para a tela de impressão. Imprima e leve até à CPSA da sua faculdade.
Atenção: O processo é feito online, ou seja, mesmo não imprimindo você pode entrar em contato com a CPSA para que eles façam a validação.








terça-feira, 21 de abril de 2015

A senha do Fies não chegou no meu celular. O que fazer?

O sistema do Fies agora está pedindo a confirmação dos dados e enviando a senha , através de SMS para o celular cadastrado.Mas muitas vezes a senha não chega no celular. O que fazer neste caso?

Pelo relato de diversos estudantes o que pode ser feito é o seguinte:
1) Mudar o número do celular e pedir a reemissão da senha.
2) Caso o celular tenha antivírus ou acelerador, desativá-lo e então solicitar a reemissão da senha.
3) Desative a internet do celular.
4) Coloque o chip  em um celular mais simples, sem Android.


Muitas vezes apenas um desses procedimentos já resolve o problema.

*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Dúvidas mais Frequentes do Fies

 Inscrição:
1) Estudante com restrição cadastral pode contratar o Fies?
Sim. Não há exigência de idoneidade cadastral para os estudantes do Fies, tanto na contratação quanto nos aditamentos.

2)  O Fies  atualmente não exige  fiador?
Em termos...
O Fies só não exige fiador  nos seguintes casos:
-Beneficiários do ProUni com bolsa parcial de 50%.
-Estudantes de cursos de Licenciatura.
-Para os demais estudantes, somente os que tenham renda per capita (renda total da família dividida pela quantidade de integrantes do grupo familiar) de até um salário mínimo e meio.
Observação: Essa regra só se aplica para novos contratos. Contratos já assinados não podem  mudar o  tipo de garantia.

3) Eu sou fiador de um estudante, eu posso me inscrever no Fies?
Não. O estudante não pode ser beneficiário e ao mesmo tempo fiador de um contrato ativo.
Restam duas alternativas:
1) Pagamento antecipado de toda a dívida no contrato em que é fiador.
2) Substituição do Fiador; neste caso a substituição fica sujeita a aprovação por parte do Agente financeiro .

4) Sou proprietário de uma empresa, posso contratar o Fies?
Sim. Não há nenhum empecilho para a assinatura em função disso.


5) Já fiz um curso utilizando o Fies e paguei toda a dívida, posso fazer outro?
Não. No momento o MEC não permite que um mesmo estudante seja beneficiário por mais de uma vez do FIES.

6) Fiz um curso financiado pelo antigo PCE/Creduc, posso fazer o Fies?
Sim. Desde que tenha liquidado o contrato ou esteja em dia com os pagamentos.

7) Tenho bolsa de 50% do Prouni, tenho direito ao Fies?
Sim. O bolsista Prouni  tem direito ao Fies mesmo que não exista limite financeiro na sua IES, desde que a IES tenha aderido ao FIES.

8) Sou estudante de licenciatura e o limite financeiro da minha IES está esgotado, posso fazer o FIES?
Sim. Assim como o Bolsista parcial do Prouni, o estudante dos cursos de licenciatura tem direito ao Fies mesmo que não exista limite financeiro solicitado pela IES.

9) Meu pai e minha mãe fazem parte do meu grupo familiar, eles podem ser meus fiadores no Fies?
Sim. Não há nenhum impedimento  a qualquer membro do grupo familiar, à exceção do cônjuge do estudante.

Mais Informações sobre a inscrição do Fies? Entre Aqui

Contratação

1) Foi escolhida como garantia a Fiança solidária, ela pode ser trocada por Fiança convencional?
Sim. É permitida a troca de Fiança solidária para convencional  e vice –versa , tanto na CPSA quanto no banco.
Atenção: A troca para Fundo Garantidor só poderá ser feita na CPSA, antes da emissão do DRI.

2) O Estudante optou por Fiança solidária, ele pode ter nome sujo?
Não. Caso o estudante opte por Fiança solidária, ele também é fiador, em função disso o estudante não pode ter restrição cadastral.

3) Foi entregue a documentação na IES(Instituição de Ensino Superior), é necessário levar outra documentação para o agente financeiro?
Sim. A documentação entregue para a IES diz respeito ao processo de Inscrição e fica arquivada na faculdade. É necessário levar nova documentação e cópias para o agente financeiro, de acordo com a opção de garantia.
o link
4) Pode ser feita a contratação após o prazo final do DRI?
Não. Este prazo é definido no momento em que é gerado o DRI e não pode ser prorrogado pelo agente financeiro nem pela IES.

5) O contrato pode pode ser assinado por procuração?
Sim. Estudante, fiador e cônjuge do fiador  e responsável legal podem nomear procurador por instrumento público (Procuração Pública) Não é aceita procuração particular.

6) O estudante menor de idade pode assinar o contrato Fies?
Sim. O estudante menor de idade pode assinar o contrato, mas com a anuência do responsável legal  ( pai ou mãe, ou quem detém a tutela legal do menor).
O responsável  legal tem de comparecer ao agente financeiro, juntamente com o estudante, para assinar o contrato

7) Posso mudar de curso após a contratação do Fies?
Sim. Uma única vez e no máximo 18 meses após o início do semestre da contratação, ou seja, três semestres de efetiva utilização do Fies. Observação: para o Fies o 1º semestre se inicia em  1º de Janeiro e o segundo em  1º de Julho.

8) Caso eu perca o prazo para fazer a contratação que consta na DRI( Documento de Regularidade de Inscrição) poderei fazer uma nova inscrição para o Fies?
Sim. Mas desde que a sua faculdade ainda tenha limite financeiro.

9) Tenho direito a desconto na minha mensalidade, perderei o desconto caso faça o Fies?
Não. O MEC proíbe a discriminação dos alunos beneficiários no Fies, assim como os beneficiários do ProUni, de acordo com a Portaria 87 de 03/04/2012.

Mais informações sobre a contratação? Entre  Aqui

Aditamento 
1) Se eu deixar de aditar um semestre eu perco o Fies?
Não. O estudante pode ficar com o Fies suspenso por até 2 semestres consecutivos. Caso a CPSA (Comissão Permanente de Seleção e Acompanhamento) autorize, pode ser prorrogado por uma terceira vez, desde que consecutivo aos dois primeiros.

2) Eu fiz a suspensão por 1(um) semestre e aditei no semestre seguinte, posso fazer a suspensão novamente por mais um semestre posteriormente?
Não. A suspensão só pode ser feita por até 2 (dois) semestres consecutivos.

3) Posso trocar de fiador  no aditamento?
Sim. Quantas vezes forem necessárias. Porém ficará a critério do agente financeiro a análise do cadastro  do novo fiador. Lembre-se que o fiador não pode ter restrição cadastral. O fiador deverá possuir renda de duas vezes o valor da mensalidade COM desconto, levando em conta o percentual financiado. Se financiar 75% por exemplo, isso será levado em conta. Caso precise, pode adicionar mais um fiador para complementar a renda.

4) Posso alterar o percentual do meu financiamento no aditamento?
Sim. Porém o percentual só pode ser diminuído, nunca aumentado.

5) Meu fiador se casou, preciso comunicar ao agente financeiro?
Sim. No aditamento posterior ao casamento deverá ser feita a alteração. O cônjuge do fiador obrigatoriamente terá de assinar o aditivo. Caso o cônjuge se recuse a assinar você terá de providenciar um novo fiador.

6) Assinei meu contrato com a garantia de fiança convencional, mas agora quero mudar para o Fundo garantidor, posso mudar?
Não. Depois da assinatura do contrato não pode ser feita a mudança do tipo de garantia.

7) Tranquei a matrícula  na faculdade, preciso comunicar ao MEC e ao agente financeiro?
Sim. Caso não vá aditar algum semestre é obrigatório fazer a suspensão do contrato no agente financeiro e no MEC.

8) Perdi o prazo do aditamento neste semestre, posso aditar os dois no próximo semestre?
Não. Terá de fazer a Suspensão do semestre não aditado para poder fazer o aditamento do semestre seguinte. O semestre não aditado, e que tenha sido cursado, terá de ser pago de forma integral para a IES.

9) A minha mensalidade aumentou e a renda do meu fiador não, tenho de providenciar mais um fiador?
Sim. Caso o fiador não tenha a renda de 2 (duas) vezes o valor da mensalidade é possível adicionar mais 1(um) fiador para complementar a renda do primeiro. Obs.: Caso você seja Bolsista  Parcial Prouni, é necessário que a renda do fiador(es) seja de 1(uma) vez o valor da mensalidade.

10) Já possuo dois fiadores e a renda deles agora é insuficiente para fazer o aditamento, posso acrescentar um terceiro fiador?
Não. O Fies permite no máximo 2(dois) fiadores.

11) Meu fiador agora está com restrição cadastral, preciso trocar de fiador?
Em termos. Caso seja possível regularizar a pendência dentro do prazo, ele pode continuar a ser o seu fiador, caso contrário você terá de mudar o fiador.

Mais informações sobre o Aditamento? Entre Aqui


Transferência

1) A transferência pode ser feita de forma parcial?
Não. A transferência só poderá ser feita de forma integral (todo o semestre) a partir do semestre posterior ao da Contratação ou do Aditamento.

2) Após fazer a transferência o que eu tenho de fazer?
Você terá de fazer o aditamento de renovação semestral, caso vá estudar, ou a suspensão do semestre, caso não vá estudar no semestre.
Atenção: Se fizer o aditamento ou suspensão do semestre, só poderá fazer a transferência no semestre seguinte.

3) Se o meu contrato possui a garantia do FGEDUC posso transferir para qualquer IES?
Sim. Desde que a IES não esteja suspensa do Fies, pois desde fevereiro de 2014, todas as IES são obrigadas a aderir ao FGEDUC. Quem não aderiu está suspensa do Fies.

4) Fiz um curso de licenciatura, posso transferir para outro curso que não seja de licenciatura?
Em termos. Caso  o tipo de garantia tenha sido o FGEDUC, ele só poderá se transferir para outro curso, que não de licenciatura, caso a renda familiar per capita apurada à época da inscrição tenha sido igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

5) Tenho Fies em um curso de licenciatura, se me transferir para um curso de outra área o percentual de financiamento pode ser diminuído?
Sim. Caso o comprometimento de renda familiar mensal bruta per capita apurado à época da inscrição não seja compatível com o percentual de financiamento contratado.

6) Posso fazer a transferência  durante o período de dilatação?
Sim, desde que a quantidade de semestres a cursar na IES de destino não ultrapasse o prazo máximo para dilatação.

7) O valor da mensalidade do curso de destino é maior do que o do curso atual, haverá algum problema?
Não. Para a transferência o valor da mensalidade do curso de destino pode ser maior ou menor, sem nenhum problema. Lembrando que: caso o valor aumente e o contrato tenha fiador, o(s) fiador(es) terá(ão) de ter duas vezes o valor da nova mensalidade com desconto.

8) Meu curso atual tem uma quantidade menor de semestres do que o que pretendo me transferir. É possível fazer a transferência?
Sim. Não haverá problema na transferência, porém caso precise, não poderá fazer dilatação do prazo ao final do prazo regular do novo curso.

9) A IES de destino é obrigada a aceitar a minha transferência?
Não. De acordo com a Cláusula décima sétima do contrato Fies, em seu parágrafo segundo: É facultado à IES de destino, aceitar o (a) FINANCIADO (A) na qualidade de beneficiário do FIES.

Mais informações sobre a transferência? Entre Aqui

Suspensão

1) Fiz o trancamento do meu curso na faculdade, preciso fazer a Suspensão?
Sim. É obrigatório fazer a Suspensão. A suspensão é feita online, sem a necessidade de ir ao banco.

2) Fiz o aditamento do semestre e pretendo agora fazer a suspensão deste mesmo semestre, é possível?
Sim. Porém a suspensão parcial só valerá a partir do mês seguinte ao da assinatura da Suspensão, devendo ser solicitada até o dia 15, de Janeiro a Maio e de Julho a Novembro. Por exemplo: se assinou em Maio ela só valerá a partir de Junho, por exemplo. Essa regra também vale para o semestre de contratação.

3) Estudei por alguns meses e passou do prazo de fazer o aditamento do semestre, como proceder neste caso?
Neste caso, você terá de fazer a Suspensão de todo o semestre. Mas lembre-se, nenhum valor será repassado à faculdade. Então você terá de arcar com o valor integral dos meses em que estudou.

4) Estou com o Fies suspenso, preciso pagar as parcelas trimestrais deste semestre?
Sim. As parcelas trimestrais tem relação com o valor já liberado, com a dívida, e independem de que o estudante esteja ou não estudando naquele semestre. É pago uma parte dos juros, limitado a no máximo, R$ 50,00.

5) Fiz a suspensão no semestre passado e quero retornar neste semestre, o que devo fazer?
Simplesmente faça a matrícula e peça para que a CPSA inicie o seu aditamento de renovação, depois valide o aditamento, que poderá ser Simplificado ou Não Simplificado.

Mais informações sobre a Suspensão? Entre Aqui

Fundo Garantidor(FGEDUC)

1) Todos os estudantes das faculdades que aderiram ao Fundo podem escolher esta opção?
Não. Somente os que atenderem a pelo menos uma dessas três opções:
- Ser estudante matriculado em curso de Licenciatura.
- Ser Bolsista Parcial do Prouni no mesmo curso em que pretende fazer o Fies.
- Ter a renda per capita familiar até um salário mínimo e meio ( Qualquer que seja o curso)

2) Quando fiz a contratação minha renda familiar era inferior a 1 salário mínimo e meio per capita, porém agora no aditamento ela é maior. Irei perder o direito ao FGEDUC e terei de arranjar um fiador?
Não. A renda familiar só é verificada pela CPSA no momento da inscrição. O tipo de garantia não pode ser modificado após a assinatura do contrato.

Mais informações sobre o Fundo Garantidor? Entre Aqui

Encerramento 

1) Quais as opções para o encerramento antecipado do Fies?

I  - liquidar o saldo devedor do financiamento no ato da assinatura do Termo de Encerramento;
Significa: Liquidar todo o saldo devedor, pagando de uma única vez, no ato da assinatura do termo de encerramento.

II - permanecer na fase de utilização do financiamento e cumprir as fases de carência e amortização de acordo com as condições pactuadas contratualmente;
Significa: Caso o estudante queira continuar o curso, sem o Fies, mas só pagar ao final do prazo previamente acordado no contrato original. Neste caso ele deverá levar a comprovação de matrícula no semestre atual. Poderá continuar  na mesma faculdade ou em outra. Após o final do prazo do curso ele terá 18 meses de carência e só depois começará a pagar o principal.

III - antecipar a fase de carência do financiamento e cumprir a fase de amortização de acordo com as condições pactuadas contratualmente;
Significa: Antecipar a fase de carência de 18 meses. Nesta opção o estudante terá carência de 18 meses antes de começar a pagar o principal. Durante a carência o estudante fica obrigado a pagar as parcelas trimestrais de juros.


IV  - antecipar a fase de amortização do financiamento e efetuar o pagamento das prestações de acordo com as condições pactuadas contratualmente.
Significa: Antecipar a fase de amortização, sem a carência de 18 meses, e já começar a pagar o principal. Nesta opção o estudante começa a pagar o Fies no mês seguinte, sem carência.

Mais informações sobre o Encerramento? Entre Aqui


*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Seu Agente Financeiro (AF) tem até ...(data) para enviar os SisFIES o arquivo de contratação

Entre as mudanças que ocorreram no site neste ano, o Sisfies passou a gerar diversas mensagens, entre elas a seguinte mensagem : Seu Agente Financeiro (AF) tem até ...( e especifica uma data qualquer ) para enviar os SisFIES o arquivo de contratação".

O que isto significa?

Significa que este o prazo máximo previsto para o processamento.
Até a data especificada no Sisfies não há nada a fazer, a não ser acompanhar.
Caso ultrapasse a data e não seja processado, aí sim, você deve abrir uma demanda no FNDE.
Até lá somente acompanhe para ver se muda o status e verificar se aparece o semestre em questão no histórico do Sisfies.






*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

quinta-feira, 2 de abril de 2015

O estudante agora fica sabendo sobre a disponibilidade de vaga para o seu curso

O MEC criou uma novidade no site que, ao que tudo indica, vai por fim ao martírio dos estudantes afetados pelo erro (M321) - O limite de financiamento disponibilizado para esta IES está esgotado.
Agora, ao tentar fazer a inscrição, o estudante terá de selecionar os dados da IES pretendida conforme a imagem abaixo :


Ao preencher os dados, se a faculdade ainda possui vagas será exibida a seguinte tela:

O estudante então apertará o botão: "Inscreva-se" para prosseguir com a inscrição.

Caso não haja vaga, o Sisfies apresentará a seguinte tela:

Se não houver vaga, pelo menos agora o estudante será informado, de forma clara, sobre essa indisponibilidade,



*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

Ad sense

Ad sense