Ouça e baixe minhas músicas gratuitamente


sexta-feira, 29 de abril de 2016

Divulgadas novas regras do Fies para o 2º semestre de 2016


O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou  no dia 27/04/2016, novas regras para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). As mudanças são válidas já para o processo seletivo do segundo semestre deste ano, antecipado para 14 de junho.
Segundo o MEC haverá mais autonomia das instituições de ensino e distribuição mais equilibrada das vagas para cursos prioritários.
“A mantenedora tem muito mais flexibilidade; os estudantes inscritos, muito mais oportunidade”, disse o ministro, em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, 27. “A nossa avaliação, e a deles também, é a de que muito mais gente vai ter acesso ao Fies; esse é o objetivo básico dessas mudanças.”

O que não muda, de acordo com o ministro, é o parâmetro de qualidade exigido dos candidatos: eles continuarão a ter de alcançar o mínimo de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “Nós não podemos dar uma bolsa subsidiada para o estudante que tira uma nota abaixo daquela que ele deveria tirar, por exemplo, para se certificar no ensino médio”, disse. “O MEC não vai negociar esse critério.”

Uma demanda das instituições de ensino é o aumento da renda mínima para participação no Fies. Segundo o ministro, o MEC ainda está avaliando o impacto fiscal na alteração desse critério, que hoje é de 2,5 salários mínimos por pessoa da família.
A modificação depende de estudo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e do entendimento do Grupo de Trabalho Interministerial para Acompanhamento de Gastos Públicos do Governo Federal (Gtag), composto por representantes do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, da Casa Civil da Presidência da República, do Ministério da Fazenda e da Controladoria-Geral da União.

Veja nos quadros abaixo todas as modificações já definidas:
QUADRO I

QUADRO II




Prorrogado até 31/05/2016 o prazo para a realização de aditamentos de renovação, dilatação, transferência, suspensão e do Encerramento

Conforme Portaria 183 de 28/04/2016 divulgada nesta data no Diário Oficial da União, o FNDE prorrogou até 31 de Maio de 2016, o prazo para a realização dos aditamentos de Renovação, transferência  e dilatação, além do encerramento, referente ao 1º semestre de 2016.

Na mesma portaria foi prorrogado o prazo para a suspensão, referente ao 2º semestre de 2014 e 1º e 2º semestres de 2015.

Leia abaixo a íntegra da portaria:

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO 
PORTARIA Nº 183, DE 28 DE ABRIL DE 2016
Dispõe sobre o prazo para realização de aditamentos dos contratos de financiamento concedidos com recursos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O PRESIDENTE DO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO
DA EDUCAÇÃO (FNDE), nomeado por meio da Portaria nº 314, da Casa Civil da Presidência da República, publicada no DOU de 6 de abril de 2016, no uso das atribuições legais que lhe
são conferidas pelo art. 15 do Anexo I do Decreto nº 7.691, de 2 de março de 2012, publicado no DOU de 6 de março de 2012, e considerando o disposto no inciso II do art. 3º da Lei nº 10.260, de 12 de
julho de 2001, no art. 47 da Portaria Normativa MEC nº 15, de 8 de julho de 2011, no no § 2º do art. 2º da Portaria Normativa MEC nº 28, de 28 de dezembro de 2012, e no § 3º do art. 4º da Portaria
Normativa MEC nº 19, de 31 de outubro de 2012, resolve: 

Art. 1º Prorrogar para o dia 31 de maio de 2016 o prazo estabelecido na Resolução nº 3, de 28 de junho de 2012, para a realização dos aditamentos de renovação semestral dos contratos de financiamento concedidos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), simplificados e não simplificados, do 1º semestre de 2016.

Art. 2º Prorrogar para o dia 31 de maio de 2016 o prazo estabelecido no § 2º do art. 5º da Portaria Normativa nº 25, de 22 de dezembro de 2011 e no art. 2º da Portaria Normativa nº 16, de 4 de
setembro de 2012, para a realização de transferência integral de curso ou de instituição de ensino e de solicitação de dilatação do prazo de utilização do financiamento, respectivamente, referentes ao 1º semestre
de 2016.

Art. 3º Liberar até o dia 31 de maio de 2016 a realização de aditamento de suspensão temporária do prazo de utilização do financiamento, referente ao 2º semestre de 2014, 1º e 2º semestres de 2015.

Art. 4º Liberar até o dia 31 de maio de 2016 a realização de encerramento antecipado do prazo de utilização do financiamento para semestre anterior ao 1º semestre de 2016.

Art. 5º Os aditamentos de que trata esta Portaria deverão ser realizados por meio do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), disponível nas páginas eletrônicas do Ministério da Educação e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, nos endereços www.mec.gov.br e www.fnde.gov.br.

Art. 6º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
GASTÃO DIAS VIEIRA

terça-feira, 8 de março de 2016

CPSA pode reiniciar o processo de aditamento quantas vezes forem necessárias.


De acordo com o Artigo 8º da portaria Normativa 23 de 10/11/2011, a CPSA( Comissão Permanente se Seleção e Acompanhamento), poderá reiniciar o processo de aditamento quantas vezes forem necessárias, desde que esteja dentro do prazo regulamentar definido pelo MEC( normalmente o prazo regulamentar  são os quatro primeiros meses de cada semestre).

Após o aditamento ser rejeitado pelo estudante ou em caso de perda de prazo no banco, caso o aditamento seja Não Simplificado, desde que o estudante não apresente documentação falsa, a CPSA poderá reiniciar o processo, geralmente a partir de 03(três) dias úteis  a partir do decurso de prazo para confirmação do aditamento( no banco( Não Simplificado) ou no Sisfies( Simplificado).

Abaixo a base legal para o reinicio do processo:

A íntegra do artigo diz o seguinte:
"Art. 8º Havendo o cancelamento da solicitação de aditamento, motivado pelo disposto no inciso II do art. 2º e no art. 5º, a CPSA deverá realizar nova solicitação de aditamento, desde que vigente o prazo regulamentar para essa finalidade e não configurada a hipótese prevista no inciso II do art. 23 da Portaria Normativa MEC nº 15, de 2011, por ocasião da entrega do DRM ao estudante.  (Redação dada pela Portaria Normativa 4/2016/MEC)" 

O Inciso II diz o seguinte:
"II - não estando corretas, rejeitar a solicitação de aditamento e entrar em contato com CPSA para sanar as incorreções e solicitar o reinicio do processo de aditamento.
§ 1º Na hipótese do inciso I deste artigo e, em se tratando de aditamento não simplificado, o estudante, após assinar o Documento de Regularidade de Matrícula (DRM), deverá dirigir-se ao banco escolhido, acompanhado do seu representante legal e do(s) fiador(es), quando for o caso, para formalizar o aditamento ao contrato de financiamento em até 10 (dez) dias contados a partir do terceiro dia útil imediatamente subsequente à data da confirmação do aditamento.
§ 2º Os prazos de que tratam o inciso I e § 1º deste artigo obedecerão ao disposto no § 1º do art. 4º da Portaria Normativa MEC nº 10, de 30 de abril de 2010.
§ 3º O agente operador do Fies poderá alterar os prazos de que trata este artigo, como também, nas hipóteses previstas no art. 25 da Portaria Normativa MEC nº 1, de 22 de janeiro de 2010, prorrogar os prazos para confirmação do aditamento pelo estudante, e do Documento de Regularidade de Matricula (DRM), para fins de formalização do aditamento no banco."

O artigo 5º :
"Art. 5º A solicitação de aditamento será cancelada automaticamente por decurso do prazo estabelecido para confirmação do aditamento pelo estudante ou para formalização do aditamento no banco."

O Inciso II do artigo 23 da portaria Normativa 15, de 08/07/2011:
"II - a constatação, a qualquer tempo, de inidoneidade de documento apresentado ou de falsidade de informação prestada pelo estudante, ou seu representante legal, e pelo(s) fiador(es) do financiamento à instituição de ensino superior, à CPSA, aos agentes financeiro e operador do Fies ou ao Ministério da Educação."

domingo, 6 de março de 2016

Estudante da lista de espera que não fizer declaração de 07 a 18 de Março será desclassificado

De acordo como cronograma do edital 06 de 20 de janeiro de 2016, que regulamenta o processo seletivo do 1º Semestre de 2016,  de 07 a 18 de Marco de 2016, TODOS os estudantes que constarem na lista de espera deverão obrigatoriamente acessar a página do Fies Seleção na internet, no endereço eletrônico http://fiesselecao.mec.gov.br, terão dedeclarar sua condição ou não de estudante regularmente matriculado no curso, turno e IES para o qual se inscreveram no processo seletivo do Fies de que trata este Edital.
O estudante que não proceder à declaração no prazo previsto terá sua inscrição cancelada no processo seletivo do Fies referente ao primeiro semestre de 2016.

Os que forem selecionados até 31 de março de 2016 não necessitam estar matriculados, mas muito provavelmente, deverão ter de sua inscrição validada somente para o 2º semestre de 2016., como está previsto no mesmo edital, em função de já ter se esgotado o prazo de efetivação de matrículas nas grande maioria das IES (Instituições de Ensino Superior).

A partir de 1º de abril de 2016, somente serão pré-selecionados em lista de espera os ESTUDANTES que tenham declarado sua condição de regularmente matriculado no curso, turno e IES para o qual se inscreveram no processo seletivo do Fies, ou seja, somente os que já estão matriculados nas IES.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Faculdades tem prazo máximo de 15 dias para ressarcir ao estudante parcelas já pagas

De acordo com a portaria 10, de 31 de Julho de 2015, que alterou a Portaria Normativa 10, de 30 de Abril de 2010, em seu artigo 2  parágrafos 6º e 7º, a faculdade tem o prazo máximo de 15 dias para ressarcir ao estudante por valores pagos anteriormente, antes da concessão do Fies, referentes ao mesmo semestre de contratação, de valores já repassados pelo MEC.

Isso quer dizer que, no máximo, 15 dias após  a assinatura do contrato no banco a faculdade terá de fazer o ressarcimento?
Não. Na portaria textualmente diz o seguinte:  "§ 7º A IES deverá, em prazo máximo de quinze dias, ressarcir ao estudante financiado os repasses do FIES eventualmente recebidos referentes às parcelas da semestralidade já pagas pelo estudante, em moeda corrente ou mediante abatimento na mensalidade vincenda não financiada pelo FIES "

Ou seja: Só após o recebimento do repasse do valor pelo MEC , para a faculdade, é que começará  a contar o prazo de 15 dias. O problema é que extremamente difícil para o estudante ter o conhecimento de quando é efetivamente feito esse repasse. Outra questão é que ficará a critério da faculdade, devolver o valor  em moeda corrente ou  abater nas mensalidades posteriores o valor recebido.

Abaixo os parágrafos da Portaria 10, de 30/04/2010 que dão base legal para esse ressarcimento:

§ 6º O financiamento aprovado abrangerá as parcelas mensais da(s) semestralidade(s) a serem financiadas pelo FIES solicitada( s) por ocasião da conclusão da inscrição do estudante, independentemente da periodicidade do curso, observados o seu prazo regular de duração e os percentuais previstos no art. 6º .
§ 7º A IES deverá, em prazo máximo de quinze dias, ressarcir ao estudante financiado os repasses do FIES eventualmente recebidos referentes às parcelas da semestralidade já pagas pelo estudante, em moeda corrente ou mediante abatimento na mensalidade vincenda não financiada pelo FIES, observado o disposto no parágrafo anterior.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Estudante deve comparecer ao banco até o dia útil imediatamente anterior quando DRI ou DRM vencer em final de semana ou feriado.

Na imagem acima verificamos que o Sistema do MEC , em uma DRI do processo seletivo do 1º semestre de 2016, gerou um período de comparecimento ao banco de 11 a 20/02/2016. Acontece que o último dia para comparecimento, o dia 20/02/2016, é um sábado. Como proceder neste caso?

Embora a portaria normativa 10 de 30/04/2010, em seu artigo 4º, parágrafo 1º inciso II, preconize que o DRI( Documento de Regularidade de Inscrição) e o DRM( Documento de Regularidade de Matrícula) documentos emitidos pela CPSA para a contratação e o aditamento, respectivamente, devam ser prorrogados para o dia útil imediatamente posterior, caso o vencimento se dê em final de semana ou feriado nacional, o estudante para se precaver, deve comparecer no dia útil imediatamente anterior.

Já houve muitos casos em que o sistema dos bancos não acatou a data posterior. Na realidade, o sistema do MEC deveria ele mesmo ter prorrogado o prazo.
Se acontecer de o sistema do banco não prorrogar a data, o estudante terá de abrir uma demanda  junto ao FNDE para recorrer. E quem já teve algum problema semelhante sabe que as demandas demoram muito tempo para serem atendidos, isto quando são atendidas.

Assim, para evitar dor de cabeça, sempre compareça até o dia útil imediatamente anterior.

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Estudante da lista de espera deve ficar atento para não perder a vaga


Segundo o edital 06 de 20 de Janeiro de 2016, que regulamenta o processo seletivo, após a divulgação do resultado da chamada única, havendo vaga não ocupada, é de EXCLUSIVA responsabilidade do ESTUDANTE participante da lista de espera do processo seletivo do Fies acompanhar sua eventual pré-seleção na página do FiesSeleção na internet, no endereço  eletrônico  http://fiesselecao.mec.gov.br.
A divulgação dos estudantes da lista de espera foi feita juntamente coma dos pré-selecionados. Não haverá uma nova divulgação exclusiva dos estudantes da lista de espera.
Portanto, é aconselhável acompanhar a sua eventual pré-seleção pelo menos uma vez a cada dia, para não correr o risco de perder a vaga. Nem a CPSA, nem a IES, nem o MEC tem a obrigação de notificá-lo a tempo sobre a sua pré-seleção. O estudante terá o prazo de 05( cinco) CORRIDOS, para concluir a sua inscrição em caso ser pré-selecionado.

Atenção :
No período de 07 a 18 de março de 2018, os estudantes que ainda constarem da lista de espera, deverão obrigatoriamente acessar a página do FiesSeleção na internet, declarar sua condição ou não de estudante regularmente matriculado no curso, turno e IES para o qual se inscreveram no processo seletivo do Fies. 
O ESTUDANTE que não proceder à declaração no prazo, terá sua inscrição cancelada no processo seletivo do Fies referente ao primeiro semestre de 2016.
A partir de 1º de abril de 2016, somente serão pré-selecionados em lista de espera os ESTUDANTES que tenham declarado sua condição de regularmente matriculado no curso, turno e IES para o qual se inscreveram no processo seletivo do Fies.


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Aviso (M211) Inscrição não concluída

Você fez a inscrição no site Fies Seleção, foi pré selecionado, entrou no site Sisfies, preencheu todos os dados corretamente, conferiu e reconferiu todos os dados e concluiu a sua inscrição. E, quando foi retornar ao site viu o aviso no alto da tela: (M211) Inscrição não concluída.
Calma! Não se desespere.  Isso não é um erro. Isso é normal do sistema SisFies.  Esse aviso só sairá alguns dias após a assinatura do contrato no agente financeiro.
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog, entre no endereço abaixo:
http://www.reverbnation.com/flaviocolares
*As dúvidas também podem ser esclarecidas no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/

Passo a passo da conclusão da inscrição do Fies no SisFies

Você foi pré-selecionado no Fies e agora precisa concluir a sua inscrição dentro do prazo, para não perder a vaga. 
Nest post explicaremos, passo a passo, detalhadamente, como fazer isso de forma segura. Caso tenha alguma dúvida, leia e releia atentamente, antes de prosseguir com a sua inscrição.

Primeiramente entre no site http://fiesselecao.mec.gov.br/,  clique em: Concluir minha inscrição, seta vermelha, conforme abaixo

Você será direcionado para a página:  http://sisfiesaluno.mec.gov.br/seguranca/principal
Nesta tela aparecerão os dados sobre a atual fase do processo seletivo. Caso ainda não seja cadastrado clique em : Primeiro acesso.
Importante: a senha que fez para a inscrição no site Fies Seleção, não serve para essa fase, pois este é outro site. Caso ainda não seja cadastrado, entre no "clique aqui "da opção Primeiro Acesso, para se cadastrar; aparecerá então a seguinte tela:

Dica: Faça a inscrição com um e-mail pessoal que você usa constantemente e gratuito. Não use o e-mail da empresa onde trabalha ou email de um provedor pago, que pode ser cancelado posteriormente, pois você irá precisar do e-mail para recuperar a senha, caso a esqueça. Além do mais você terá de aditar o contrato a cada semestre utilizando a sua senha. Este é o site que você usará durante todo o tempo que possuir o Fies.

Após entrar com a sua senha, você deverá inserir os dados cadastrais.
Verifique que, conforme a seta vermelha aparecerão as seguintes mensagens: (M211) Inscrição não concluída. IMPORTANTE: esta mensagem só sairá alguns dias após concluir a contratação no banco.
A segunda é : (M035) O prazo para conclusão da sua inscrição é até ........ , sob pena da perda do direito à inscrição.
Após incluir e conferir cuidadosamente todos os dados pessoais, clicar em “Gravar e Prosseguir” no final da tela.
 
Na tela seguinte no 2º passo, você deverá incluir os membros do seu grupo familiar e anexar os comprovantes de renda do seu grupo familiar. 
Atenção:
A renda a ser colocada é a renda bruta. Se colocar renda líquida pode ser desclassificado!

Dica: esta etapa é muito importante, pois a quantidade de membros do seu grupo familiar e o valor da renda definem a porcentagem máxima do seu financiamento. Mas, lembre-se: a CPSA (Comissão Permanente de Seleção e Acompanhamento) da sua IES exigirá a documentação do grupo familiar.

Após preencher os dados, clicar em “gravar e prosseguir”.
Na próxima tela, passo 3, insira os dados do seu curso, instituição e o local onde está matriculado, além dos dados financeiros e termos do financiamento.   
Nos Termos do financiamento, abaixo, ocorrem as maiores dificuldades. Vamos explicar detalhadamente os pontos que você deve observar.

Dica 1: Total de semestres já concluídos: caso você seja Graduando, não conte o semestre atual, digite o período em que estava no semestre anterior. Se for Ingressante, coloque ZERO.
 Dica 2: Os valores da semestralidade SEM desconto, da Semestralidade COM desconto e o da semestralidade para o FIES já vem preenchidos pela CPSA da sua faculdade.

Clique em cada interrogação (conforme seta vermelha) para verificar o que significa cada item.
Ao clicar na primeira interrogação abrirá este quadro que explicará o que é semestralidade SEM desconto. 
Na segunda interrogação, Valor da semestralidade COM desconto, conforme abaixo:
Na terceira interrogação, valor da semestralidade para o Fies. 
Importante: O desconto deve ser de, no mínimo, 5% sobre o menor valor cobrado pela faculdade depois de deduzidos os descontos de caráter coletivo.
Na quarta interrogação, Valor da Semestralidade ATUAL COM desconto, é único que pode ser preenchido pelo estudante.
Somente coloque um valor diferente do Valor da semestralidade para o Fies, caso tenha algum desconto individual ou esteja cursando mais ou menos disciplinas do que a grade regular do curso no semestre atual.  
E, muito importante: esse valor não pode ser inferior a 80% e nem superior a 40% do valor da Semestralidade para o Fies. Desconto para bolsista parcial ProUni não pode ser considerado aqui.
Atenção : O valor da mensalidade nunca poderá ser inferior a R$ 100,00. 
Caso tenha dúvida, entre em contato com a CPSA da sua faculdade.
Na quinta interrogação aparecerá um quadro, com a explicação, conforme abaixo do percentual máximo a ser financiado pelo Fies. Atenção: Não existe mais Fies de 100% da mensalidade para estudantes que NÃO sejam bolsistas parciais do ProUni. 
Na sexta interrogação a explicação sobre o valor total do financiamento.
Na sétima e última interrogação, o valor do limite de crédito global:
Após confirmar  todos os dados, “Gravar e Prosseguir.”


No passo 4 você terá acesso a simulação do financiamento, para que tenha uma noção de quanto pagará pelo financiamento. O valor é baseado na mensalidade atual, sem nenhuma correção, mas serve para que tenha um indicativo de quanto pagará pelo financiamento. Após escolher o melhor dia para vencimento, clique em “simular.”

 
Após a simulação, clique em Prosseguir.
Aparecerá então o passo 5, que lhe dará a oportunidade de escolher o banco e a agência do banco onde você deseja fazer a contratação.
Dica 1: Você não poderá modificar o banco depois de finalizar a inscrição. Caso opte pela Caixa, não poderá, em nenhuma hipótese, fazer a contratação no Banco do Brasil e vice versa.
Dica 2: Escolha de preferência uma agência onde moram seus familiares mais próximos, pois após assinado em uma agência, todas as renovações (aditamentos) terão de ser feitas nesta mesma agência. Caso alguém não possa comparecer no dia da assinatura pode ser passada um procuração pública( exceto para estudantes menores de idade e representante legal do estudante). 
Dica 3: Na Caixa há a possibilidade de , mesmo depois de  emitido o DRI(Você pode escolher outra agência para contratar. No Banco do Brasil não. Caso tenha alguma dúvida ou possa querer mudar de agência na contratação, melhor escolher a Caixa.
Após clicar em gravar e prosseguir será direcionado para o passo 6: Fiadores( Tipo de garantia.)

Passo 6: nesta tela escolha o tipo de garantia do contrato, especificadas a seguir:
Fiança convencional: é prestada por pessoa física, não pode ser prestada por empresa.  E ao contrário do que alguns imaginam pode ser prestada por qualquer membro do grupo familiar, inclusive pai e mãe.
Fiança solidária: é a fiança prestada por grupos de 3 a 5 estudantes da mesma IES, que não podem ter relação de parentesco entre si.
Fundo garantidor:  é o contrato sem Fiador. A garantia é dada por um fundo criado pelo governo federal para este fim. Essa opção é restrita às IES que optaram por contribuir para o fundo.
DICAS IMPORTANTÍSSIMAS:
Dica 1: é comum confundir Fiança solidária com Fundo garantidor. São coisas totalmente distintas. Fiança solidária é constituída por um grupo de estudantes que se garantem uns aos outros.Fundo garantidor é que é o contrato sem fiança.

Dica 2: somente aparecerá a opção de Fundo Garantidor se atender  a pelo menos UM dos três requisitos abaixo:   
 -Ser estudante de curso de Licenciatura.
 -Ser Bolsista ProUni no mesmo curso em que pretende fazer o Fies.
- Ter a renda per capita familiar até um salário mínimo e meio ( Qualquer que seja o curso).


Caso a opção seja a fiança tradicional, terá de preencher alguns dados do fiador para que possa prosseguir e aparecer a tela abaixo, passo 7 e último.
ATENÇÃO:
1)Confira todos os dados, minuciosamente.
2)Marque as opções de declaração nos quais esteja enquadrado.
3) Clique em CONCLUIR ao final da página.
Após confirmar a inscrição, não terá como alterar qualquer dado.
Somente a CPSA da IES após o processamento da inscrição liberar o acesso para modificação dos dados.
Aparecerá a chave de segurança e a opção para Imprimir Comprovante
Após clicar aparecerá esta tela:
Você terá de imprimi-la e levar o mais rápido possível para a IES para que possa ser validada. Se perder o prazo de comparecimento à CPSA perderá a inscrição e será desclassificado.
Na IES eles terão de gerar um documento chamado DRI (Documento de Regularidade de Inscrição) a ser levado ao banco e à agência de sua escolha.
Nesse documento constará o período para comparecimento ao banco, que deverá ser respeitado, pois caso venha a perder esse prazo, também perderá a inscrição. 
Observação: Depois de finalizada a inscrição, se acessar novamente a inscrição ainda aparecerá o aviso: (M211) Inscrição não concluída( imagem abaixo)
Isso é normal do sistema. Esse aviso só sairá alguns dias após a assinatura do contrato no agente financeiro.
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog, entre no endereço abaixo:
http://www.reverbnation.com/flaviocolares
*As dúvidas também podem ser esclarecidas no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Como acompanhar e verificar o resultado do Fies

Neste post vamos demonstrar como verificar o resultado e como fazer algumas verificações interessantes, depois da divulgação do resultado do Fies.
Entre no site Fies Seleção no endereço: http://fiesselecao.mec.gov.br/
Aparecerá a seguinte tela:

Nesta tela, do lado esquerdo, poderá tirar suas dúvidas. Do lado direito, ver o Cronograma, e acompanhar e executar os passos, seguindo rigorosamente as datas.
Em "O que deseja fazer?", você poderá: Ver o boletim de acompanhamento, a Lista de pré-selecionados e concluir a sua inscrição( caso já esteja dentro do prazo para conclusão da inscrição). Neste caso específico, vamos somente acompanhar e verificar o resultado.
Clique em " Ver meu boletim de acompanhamento",  então será direcionado para a tela seguinte onde terá de colocar seu CPF e sua senha.









Após inserir seus dados e o código verificador, irá para a tela de acompanhamento do resultado.

Nesta tela poderá verificar a quantidade de vagas, a sua nota e sua classificação final.
São apresentados em cada tela até 10 estudantes (caso haja mais de 10 inscritos)
O seu nome aparecerá  em destaque em relação aos outros(em cinza escuro).
Neste exemplo específico, existem 30 vagas e o estudante ficou em 2º lugar.

Veja na próxima tela alguns dados interessantes:




As vagas ofertadas foram 30. Note que a nota de corte(588,54) é exatamente a nota do último pré-selecionado(30º colocado).


Na próxima tela podemos verificar que será praticamente impossível, em cursos mais concorridos, que o estudante que já possua curso superior consiga ser selecionado.

Mesmo tendo nota no ENEM acima da nota de corte, os três primeiros que possuem curso superior somente estão nas posições 248º, 249º e 250º. estando atrás do último classificado da lista de espera que não possui curso superior, que só tem nota 452,16.

Na legenda , conforme abaixo, você poderá verificar a situação do estudante no tópico do Resultado.

É importante acompanhar o resultado várias vezes ao dia, pois caso seja selecionado e não compareça, poderá ser desclassificado.
Se houver desclassificação de algum dos pré-selecionados, abrirá uma vaga para os candidatos da lista de espera, respeitando a ordem de classificação, até que sejam ocupadas todas as vagas destinadas ao curso.




Ad sense

Ad sense