Clique abaixo para entrar diretamente no assunto

Feedjit

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Estudante não precisa prestar vestibular para concorrer ao Fies

É ou não necessário ter sido aprovado em processo seletivo da IES (Instituição de Ensino Superior)para ser selecionado pelo Fies?

Durante o processo seletivo 2º/2015, muitas IES não aceitaram finalizar a inscrição de estudantes que não haviam prestado o processo seletivo próprio das IES. O MEC até publicou uma circular em que esclarecia que não era preciso, mas não foi o suficiente,  e muitos estudantes não tiveram sua inscrição validada e outros tiveram de apelar à justiça para se matricular.

Agora não. Com a publicação da Portaria Normativa 13 de 11/12/2015, o MEC finalmente  acabou com essa polêmica que se arrastou durante todo o processo seletivo do 2º Semestre de 2015.

A IES  que aderir ao Fies, de acordo com os incisos I e II do artigo 6º da referida portaria, conforme abaixo, estarão obrigadas a aceitar os estudantes pré selecionados no Fies, mesmo que  eles não tenham participado de processo seletivo próprio das IES.
O MEC diz que essas vagas são do MEC e não das IES, e  ela define o critério de seleção, que no caso é o ENEM. O ENEM vale como um processo seletivo.

O problema que houve, é que, como o processo seletivo demora muito, alguns estudantes que foram selecionados, por não estarem matriculados e não estarem frequentando as aulas, ao serem selecionados pelo Fies, não tinham condição de ter aproveitamento satisfatório e teriam de ser reprovados por falta.
Nas disposições transitórias da mesma portaria, o MEC resolve esta questão: Caso o estudante seja selecionado  nesta condição, a conclusão da inscrição poderá ser feita no 2º semestre de 2016.

Abaixo o artigo 6º que obriga as IES a aceitarem os estudantes, mesmo sem ter prestado o processo seletivo da IES:

Art. 6º As mantenedoras participantes do processo seletivo do Fies referente ao primeiro semestre de 2016 deverão:
I - garantir a disponibilidade das vagas ofertadas, nos termos do inciso III do caput do art. 5º, para fins de matrícula dos estudantes pré-selecionados no referido processo seletivo, inclusive de novos ingressantes;
II - abster-se de condicionar a matrícula do estudante pré selecionado no processo seletivo do Fies à participação e aprovação em processo seletivo próprio da IES;

Abaixo a autorização para que seja concluída a inscrição no 2º semestre de 2016:

CAPÍTULO IV
DAS DISPOSIÇÕES FINAIS E TRANSITÓRIAS
Art. 22. As vagas ofertadas no processo seletivo do Fies regulamentado por esta Portaria ensejarão contratos de financiamento somente durante o primeiro semestre de 2016.
§ 1º Excepcionalmente nos casos em que a matrícula do estudante pré-selecionado for incompatível com o período letivo da IES, o que pode resultar em sua reprovação por faltas, observados os prazos e procedimentos definidos no Edital SESu e atendidas as condições de financiamento apuradas pela CPSA, a Comissão deverá registrar a referida inscrição no Sisfies para sua conclusão no segundo semestre de 2016.
§ 2º Na hipótese prevista no § 1º, a emissão do Documento de Regularidade de Inscrição - DRI e a contratação do financiamento junto ao agente financeiro no segundo semestre de 2016 deverão observar os prazos e procedimentos definidos no Edital SESu e estarão condicionadas ao atendimento dos demais requisitos para concessão do financiamento, nos termos da Portaria Normativa MEC no 10, de 2010.



*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476


quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Quem possui curso superior pode concorrer ao Fies, mas terá muito pouca chance em cursos mais concorridos.

De acordo com a Portaria Normativa 13 de 11/12/2015, quem já possui curso superior poderá concorrer ao Fies a partir de 2016.
Mas...
Terá pouquíssimas chances de conseguir uma vaga, pelo menos nos cursos mais concorridos.
Vejamos o que diz a portaria, na Seção II, artigo 13 e incisos I e II:
" Encerrado o período de inscrição, os estudantes serão classificados em ordem decrescente de acordo com as notas obtidas no Enem, na opção de vaga para a qual se inscreveram, observada a seguinte sequência:
I - estudantes que não tenham concluído o ensino superior; e
II - estudantes que já tenham concluído o ensino superior."

Somente depois de serem chamados todos os que não possuem curso superior é que serão chamados os estudantes que já possuem curso superior.

Veja abaixo um exemplo prático disso:
Em um curso de Direito com 30 vagas disponíveis. A nota de corte foi de 588,54.( nota do candidato classificado em 30º lugar e que não possui curso superior).


O primeiro estudante que possui curso superior classificado somente conseguiu a classificação 248º, mesmo tendo nota no ENEM superior a muitos dos pré-selecionados que não possuem curso superior.

Somente em cursos  bem pouco concorridos  é que poderá ser selecionado.

*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Qual o valor mínimo de renda para ser fiador do Fies?

Devido a  inúmeros questionamentos e o desconhecimento de muitos estudantes e IES (Instituição de Ensino Superior) sobre essa questão, neste post esclarecemos qual é o valor de renda para que seja prestada a fiança no Fies.
Com a publicação da Portaria 21 de 26/12/2014, que alterou a Portaria Normativa 10 de 30/10/2010 em seu artigo 11, foi acrescentado um parágrafo único que esclarece de vez essa questão. Abaixo o artigo na íntegra( em negrito)  e o parágrafo acrescentado( em laranja):

Art. 11 Entende-se por fiança convencional aquela prestada por até dois fiadores apresentados pelo estudante ao agente financeiro, observadas as seguintes condições:
I - no caso de estudante beneficiário de bolsa parcial do ProUni, o(s) fiador(es)deverá(ão) possuir renda mensal bruta conjunta pelo menos igual à parcela mensal da semestralidade, observados os descontos regulares e de caráter coletivo oferecidos pela IES, inclusive aqueles concedidos em virtude de pagamento pontual;

II - nos demais casos, o(s) fiador(es) deverá(ão) possuir renda mensal bruta conjunta pelo menos igual ao dobro da parcela mensal da semestralidade, observados os descontos regulares e de caráter coletivo oferecidos pela IES, inclusive aqueles concedidos em virtude de pagamento pontual.
Parágrafo único. Para fins de apuração da suficiência da renda do(s) fiador(es) de que tratam os incisos I e II do caput, deverá ser aplicado o percentual de financiamento sobre a parcela mensal da semestralidade com desconto.  (Acrescentado pela Portaria Normativa 21/2014/MEC)


Portanto, pela portaria do Fies, e os sistemas dos bancos estão adaptados para isso, o fiador ou fiadores tem de ter a renda de uma vez o valor financiado( em caso de Bolsista ProUni) ou duas vezes para os outros não bolsistas, levando em conta o percentual financiado.Lembrando que, além de possuir renda compatível com o valor da mensalidade, o fiador não pode ter nenhum tipo de restrição cadastral.
Só não pode ser fiador, o cônjuge do estudante ou quem é beneficiário de contrato Fies.

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Não iniciado pela CPSA. O que isso quer dizer?

Muitas vezes o estudante vai fazer o seu aditamento, entra no Sisfies e se depara com a seguinte mensagem: "Não Iniciado pela CPSA."
O que isto quer dizer?
Isto significa que a CPSA( Comissão Permanente de Seleção e Acompanhamento) da sua faculdade ainda não iniciou o processo de aditamento.

O aditamento funciona da seguinte forma:
A CPSA da faculdade entra no site  http://sisfies.mec.gov.br/ , que é de acesso exclusivo para as IES ( Instituição de Ensino Superior).
Depois de entrar no site a CPSA inicia o processo de cada aluno individualmente. Por essa razão há a demora, pois existem IES que tem milhares de estudantes com o FIES.
Somente depois de iniciado o processo é que no http://sisfiesportal.mec.gov.br/index.html, que é o site específico para o estudante, estará disponível o aditamento para ser validado pelo estudante.
Para acelerar o processo, entre em contato com a sua IES, pois quanto antes for iniciado o aditamento, maior tempo terá para regularizar eventuais pendências.

*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

DRM que não aparece no sistema dos bancos pode ter sido prorrogado.

Muitas vezes, devido à demora no envio dos dados do sistema do MEC para o sistema dos bancos, pode ocorrer que os dados do seu aditamento não apareçam o sistema dos bancos.
Em algumas dessas vezes o DRMs( Documento de Regularidade de Matrícula), pode ter seu prazo prorrogado.

Se isso acontecer, mesmo que o prazo que conste no DRM já tenha expirado, não será necessário emitir novo DRM para fazer o aditamento Não Simplificado no banco. O que vale é o prazo que está no sistema do banco.

Veja como verificar se o seu prazo foi prorrogado:
Depois de entrar no Sisfies com a sua senha, aparecerá a tela abaixo.

Nesta tela, na aba renovação, em referência, clique no semestre 2º/2015. Então aparecerá no final da tela , o prazo para comparecimento ao banco:

Verifique que, neste caso, o prazo que no DRM  venceria em 08/09/2015 foi prorrogado para o dia 18/09/2015.

Clicando em Aqui, você pode verificar no seu comprovante, em DADOS GERAIS que o prazo que era de 28/08/2015 a 08/09/2015, foi alterado para :  28/08/2015 a 18/09/2015.



*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

MEC exige que sejam disponibilizadas vagas do Fies aos pré-selecionados mesmo que não estejam matriculados

Em Circular direcionada às IES(Instituições de Ensino Superior)  o MEC exige que os estudantes pré-selecionados no processo seletivo do 2º semestre de 2015, que tenham sido classificados em razão da nota do ENEM,  e que cumpram todas as outras fases do processo, tenham sua matrícula acatada mesmo que não tenham passado por nenhum processo seletivo interno da IES.

De acordo com a Circular, o ENEM serve como um processo seletivo e substitui todo e qualquer processo seletivo da IES.( Em laranja a parte que especifica essa exigência).
Em outro ponto, informa que somente podem corrigir eventuais dados incorretos, os estudantes que tenham sido selecionados  em função da sua nota do ENEM.
Abaixo a íntegra da Circular:


Ofício-circular nº 20/2015/CGPEG/DIPES/SESu/MEC
Brasília, 14 de agosto de 2015.

Assunto: Fies – Resultado do processo seletivo do segundo semestre de 2015.

Ilmo(a) Senhor(a),

Informamos que a listagem dos estudantes inscritos no processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao segundo semestre de 2015, com a respectiva classificação, está disponível para acesso das mantenedoras de instituições de ensino superior por meio do sistema Fies Oferta, no endereço eletrônico http://fiesoferta.mec.gov.br/. A consulta para visualização, por curso/turno, deve ser realizada por meio da opção “Relatório de Inscritos” e a consulta para exportação de arquivo em formato pdf ou excel, por IES, local de oferta ou curso/turno, deve ser efetuada na opção “Exportar Relatório de Inscritos”.

De acordo com o item 4 do Edital nº 21, de 24 de julho de 2015, os estudantes pré-selecionados na chamada única deverão acessar o Sistema Informatizado do Fies (Sisfies), no endereço eletrônico http://sisfiesportal.mec.gov.br/, e concluir sua inscrição para contratação do financiamento no prazo de 14 de agosto de 2015 até as 23 horas e 59 minutos do dia 23 de agosto de 2015.
Os estudantes classificados na lista de espera que forem pré-selecionados deverão acessar o Sisfies, no endereço eletrônico http://sisfiesportal.mec.gov.br/, e concluir sua inscrição para contratação do financiamento no prazo de 10 (dez) dias corridos, a contar da divulgação de sua pré-seleção no FiesSeleção, no endereço eletrônico http://fiesselecao.mec.gov.br.

Após a conclusão da inscrição no Sisfies, os prazos de validação junto à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do Fies (CPSA) do local de oferta do curso e de comparecimento junto ao agente financeiro para formalização da contratação do financiamento obedecerão o disposto no art. 4º da Portaria Normativa MEC nº 10, de 30 de abril de 2010.

É importante ressaltar que na fase de validação da inscrição junto à CPSA será possível reabrir o cadastro da inscrição para correção de informações somente dos estudantes pré-selecionados que tenham sido classificados com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Os estudantes não participantes do Enem que possuam a condição de professor ou que tenham concluído o ensino médio anteriormente ao ano de 2010 e que foram pré-selecionados nos termos do subitem 2.2 do Edital nº 21, de 2015, deverão ser desclassificados caso seja apurada pela CPSA qualquer situação distinta daquela informada pelo candidato no momento da sua inscrição no processo seletivo do Fies.

Ressaltamos que de acordo com o item 4.5 do Termo de Participação assinado pelas mantenedoras, as instituições devem garantir a disponibilidade das vagas ofertadas e a matrícula dos estudantes pré-selecionados no processo seletivo do Fies relativo ao segundo semestre de 2015.
Assim, no caso da pré-seleção de estudantes ainda não matriculados na instituição, a referida matrícula fica condicionada ao cumprimento das demais etapas, quais sejam: conclusão da inscrição no Sisfies, validação das informações na CPSA e comparecimento ao agente financeiro e assinatura do contrato de financiamento.
A pré-seleção no processo seletivo do Fies substitui eventual participação e aprovação em processo seletivo próprio da IES somente para os estudantes que tenham sido classificados de acordo com suas notas obtidas no Enem.

Cumprimentando-o(a) cordialmente, colocamo-nos à disposição para os esclarecimentos necessários por meio do endereço eletrônico fiesoferta@mec.gov.br.


Atenciosamente,

Coordenação-Geral de Projetos Especiais para a Graduação
Diretoria de Políticas e Programas de Graduação
Secretaria de Educação Superior


*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

A data para comparecer ao banco está trocada. O que fazer?


Muitas vezes, por um problema no sistema do MEC/FNDE, o SisFIES gera a data para comparecimento ao banco trocada, em caso de Aditamento Não simplificado. Como no caso acima. A data de início é posterior à data  final.
Nestes casos o que deve ser feito?
Faça o seguinte:
- Compareça ao banco três dias úteis a partir da data de geração do DRM;
- Caso o contrato tenha fiador, verifique antes de ir com o fiador, se o arquivo com os dados já está no sistema do banco, para evitar o desgaste do fiador comparecer ao banco e o arquivo ainda não ter sido enviado.
- Compareça ao banco sempre antes da data final que consta. No caso em questão, 03/09/2015. O sistema do banco sempre reconhecerá esta data como a data final.


*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

quinta-feira, 28 de maio de 2015

A partir de 2016 todos os estudantes terão de ter prestado o ENEM para pleitear o Fies.

Foi publicada a Portaria Normativa nº 7  de 25/05/2015 que obriga , a partir do primeiro semestre de 2016, que todos os estudantes que pleitearão o Fies terão de ter prestado o ENEM.
Assim, mesmo os que concluíram o ensino médio antes de 2010 e os candidatos que são professores da rede pública deixam de ter a prerrogativa de não ter prestado o exame.
Neste 2º semestre de 2015 ainda valerá a regra antiga, ou seja,  quem concluiu o ensino médio antes de 2010 e os professores da rede pública( que estejam em pleno exercício do cargo) ainda não precisarão do ENEM.


*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476


sexta-feira, 8 de maio de 2015

Dilatação do Fies- Passo a passo

Terminou o prazo regular do curso e ainda não conseguiu concluí-lo?
Calma, há uma solução!

Regulamentada pela Portaria 16 de 04/09/2012, a Dilatação do prazo de utilização consiste na prorrogação do Fies por até 2(dois) semestres consecutivos, caso não tenha conseguido concluir o curso, em virtude de ter feito suspensão, dependências, transferência ou qualquer outro motivo.
A dilatação pode ser solicitada assim que o semestre seguinte ao do último do período regular estiver liberado pelo MEC para a dilatação.
O processo de dilatação é online, sem a necessidade de ir ao banco, somente na CPSA da faculdade ao finalizar o processo.

Após a dilatação, o estudante terá de fazer o aditamento do semestre.
Mas Atenção: Normalmente o aditamento feito após a dilatação é NÃO SIMPLIFICADO, tendo de comparecer ao banco para finalizá-lo. 
Caso precise de mais uma dilatação, terá de repetir todo o processo novamente no semestre seguinte. Primeiro a dilatação, depois o aditamento, que normalmente é NÃO SIMPLIFICADO.

Ainda existe a opção de suspender o primeiro dos dois semestres, caso ainda tenha direito à suspensão, e concluir o curso no semestre seguinte.

 Prazo para efetuar a dilatação:
1º semestre : de 01/12 do semestre anterior ao semestre a ser dilatado até 31/03 do semestre a ser dilatado.
2º semestre: de 01/06 do semestre anterior ao semestre a ser dilatado até  30/09 do semestre a ser dilatado.
Data de referência: 
1º semestre : de 01 a 31 de Dezembro.
2º semestre : de 01 a 30 de Junho.

Siga o passo a passo:

Primeiro passo:
Entre no site Sisfies:  http://sisfiesportal.mec.gov.br/,  no módulo de Aditamento, conforme abaixo:







Aparecerá então a tela abaixo onde terá de colocar  seu CPF, a sua senha , e o código de verificação, conforme as setas vermelhas. Caso tenha esquecido a senha , clique em  "Esqueci minha senha " e a senha  irá para o email cadastrado na inscrição.

















Aparecerá  a tela com a seguinte mensagem : (M285) Prazo de utilização do financiamento encontra-se encerrado.(conforme seta azul).
Na aba Renovação aparecerá a mensagem: Nenhum aditamento disponível( conforme setas vermelhas)

Clique então na aba Dilatação( conforme seta vermelha) , verá ,também de acordo com a seta vermelha, que  a dilatação está disponível e qual o período em que pode ser feita( prazo inicial e final) Clique então em Referência no semestre e ano, no caso 1º/2015( em azul)




























O sistema então lhe direcionará para a tela abaixo. Nesta tela você terá algumas informações sobre a dilatação(conforme seta azul). De acordo com a seta vermelha estará marcada a quantidade de semestres da dilatação(que sempre será  1).
Clique em Gravar e prosseguir( conforme seta preta).
Na tela seguinte aparecerão os Termos  da dilatação ( seta preta) e o prazo para a CPSA validar a sua dilatação( seta vermelha) . Clique em Concluir( seta azul) 
Aparecerá uma caixa ,com a mensagem que será enviado um SMS para o telefone celular que estiver cadastrado.
Atenção: muitas  vezes  acontecem problemas nesse envio. Veja Aqui  o que fazer nesse caso.
Recebido o código, insira dentro do retângulo( seta vermelha)e aperte em Confirmar.
Atenção o código possui letras maiúsculas, minúsculas e números
Ao ser inserido com sucesso aparecerá a tela final do sistema, com o aviso: (924) Solicitação de aditamento de Dilatação concluída com sucesso.
Clique em Aqui( seta vermelha) para ir para a tela de impressão do comprovante.
Você será direcionado para a tela de impressão. Imprima e leve até à CPSA da sua faculdade.
Atenção: O processo é feito online, ou seja, mesmo não imprimindo você pode entrar em contato com a CPSA para que eles façam a validação.

Após o processo terá de ser feito o aditamento ou a suspensão do semestre.

terça-feira, 21 de abril de 2015

A senha do Fies não chegou no meu celular. O que fazer?

O sistema do Fies agora está pedindo a confirmação dos dados e enviando a senha , através de SMS para o celular cadastrado.Mas muitas vezes a senha não chega no celular. O que fazer neste caso?

Pelo relato de diversos estudantes o que pode ser feito é o seguinte:
1) Mudar o número do celular e pedir a reemissão da senha.
2) Caso o celular tenha antivírus ou acelerador, desativá-lo e então solicitar a reemissão da senha.
3) Desative a internet do celular.
4) Coloque o chip  em um celular mais simples, sem Android.


Muitas vezes apenas um desses procedimentos já resolve o problema.

*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Dúvidas mais Frequentes do Fies

 Inscrição:
1) Estudante com restrição cadastral pode contratar o Fies?
Sim. Não há exigência de idoneidade cadastral para os estudantes do Fies, tanto na contratação quanto nos aditamentos.

2)  O Fies  atualmente não exige  fiador?
Em termos...
O Fies só não exige fiador  nos seguintes casos:
-Beneficiários do ProUni com bolsa parcial de 50%.
-Estudantes de cursos de Licenciatura.
-Para os demais estudantes, somente os que tenham renda per capita (renda total da família dividida pela quantidade de integrantes do grupo familiar) de até um salário mínimo e meio.
Observação: Essa regra só se aplica para novos contratos. Contratos já assinados não podem  mudar o  tipo de garantia.

3) Eu sou fiador de um estudante, eu posso me inscrever no Fies?
Não. O estudante não pode ser beneficiário e ao mesmo tempo fiador de um contrato ativo.
Restam duas alternativas:
1) Pagamento antecipado de toda a dívida no contrato em que é fiador.
2) Substituição do Fiador; neste caso a substituição fica sujeita a aprovação por parte do Agente financeiro .

4) Sou proprietário de uma empresa, posso contratar o Fies?
Sim. Não há nenhum empecilho para a assinatura em função disso.


5) Já fiz um curso utilizando o Fies e paguei toda a dívida, posso fazer outro?
Não. No momento o MEC não permite que um mesmo estudante seja beneficiário por mais de uma vez do FIES.

6) Fiz um curso financiado pelo antigo PCE/Creduc, posso fazer o Fies?
Sim. Mas a prioridade é de quem não possui curso superior.

7) Tenho bolsa de 50% do Prouni, tenho direito ao Fies?
Sim. O bolsista Prouni  tem direito a financiar os 50% restantes pelo Fies, desde que a IES esteja com a adesão ao Fies ativa..

8) Meu pai e minha mãe fazem parte do meu grupo familiar, eles podem ser meus fiadores no Fies?
Sim. Não há nenhum impedimento  a qualquer membro do grupo familiar, à exceção do cônjuge do estudante.

Mais Informações sobre a inscrição do Fies? Entre Aqui

Contratação

1) Foi escolhida como garantia a Fiança solidária, ela pode ser trocada por Fiança convencional?
Sim. É permitida a troca de Fiança solidária para convencional  e vice –versa , tanto na CPSA quanto no banco.
Atenção: A troca para Fundo Garantidor só poderá ser feita na CPSA, antes da emissão do DRI.

2) O Estudante optou por Fiança solidária, ele pode ter nome sujo?
Não. Caso o estudante opte por Fiança solidária, ele também é fiador, em função disso o estudante não pode ter restrição cadastral.

3) Foi entregue a documentação na IES(Instituição de Ensino Superior), é necessário levar outra documentação para o agente financeiro?
Sim. A documentação entregue para a IES diz respeito ao processo de Inscrição e fica arquivada na faculdade. É necessário levar nova documentação e cópias para o agente financeiro, de acordo com a opção de garantia.
o link
4) Pode ser feita a contratação após o prazo final do DRI?
Não. Este prazo é definido no momento em que é gerado o DRI e não pode ser prorrogado pelo agente financeiro nem pela IES.

5) O contrato pode pode ser assinado por procuração?
Sim. Estudante, fiador e cônjuge do fiador  e responsável legal podem nomear procurador por instrumento público (Procuração Pública) Não é aceita procuração particular.

6) O estudante menor de idade pode assinar o contrato Fies?
Sim. O estudante menor de idade pode assinar o contrato, mas com a anuência do responsável legal  ( pai ou mãe, ou quem detém a tutela legal do menor).
O responsável  legal tem de comparecer ao agente financeiro, juntamente com o estudante, para assinar o contrato

7) Caso eu perca o prazo para fazer a contratação que consta na DRI( Documento de Regularidade de Inscrição) poderei fazer uma nova inscrição para o Fies?
Não. Após o prazo, em função do novo modelo de inscrição,~o estudante perderá o direito ao Fies.

8) Tenho direito a desconto na minha mensalidade, perderei o desconto caso faça o Fies?
Não. O MEC proíbe a discriminação dos alunos beneficiários no Fies, assim como os beneficiários do ProUni, de acordo com a Portaria 87 de 03/04/2012.

Mais informações sobre a contratação? Entre  Aqui

Aditamento 
1) Se eu deixar de aditar um semestre eu perco o Fies?
Não. O estudante pode ficar com o Fies suspenso por até 2 semestres consecutivos. Caso a CPSA (Comissão Permanente de Seleção e Acompanhamento) autorize, pode ser prorrogado por uma terceira vez, desde que consecutivo aos dois primeiros.

2) Eu fiz a suspensão por 1(um) semestre e aditei no semestre seguinte, posso fazer a suspensão novamente por mais um semestre posteriormente?
Não. A suspensão só pode ser feita por até 2 (dois) semestres consecutivos.

3) Posso trocar de fiador  no aditamento?
Sim. Quantas vezes forem necessárias. Porém ficará a critério do agente financeiro a análise do cadastro  do novo fiador. Lembre-se que o fiador não pode ter restrição cadastral. O fiador deverá possuir renda de duas vezes o valor da mensalidade COM desconto, levando em conta o percentual financiado. Se financiar 75% por exemplo, isso será levado em conta. Caso precise, pode adicionar mais um fiador para complementar a renda.

4) Posso alterar o percentual do meu financiamento no aditamento?
Sim. Porém o percentual só pode ser diminuído, nunca aumentado.

5) Meu fiador se casou, preciso comunicar ao agente financeiro?
Sim. No aditamento posterior ao casamento deverá ser feita a alteração. O cônjuge do fiador obrigatoriamente terá de assinar o aditivo. Caso o cônjuge se recuse a assinar você terá de providenciar um novo fiador.

6) Assinei meu contrato com a garantia de fiança convencional, mas agora quero mudar para o Fundo garantidor, posso mudar?
Não. Depois da assinatura do contrato não pode ser feita a mudança do tipo de garantia.

7) Tranquei a matrícula  na faculdade, preciso comunicar ao MEC e ao agente financeiro?
Sim. Caso não vá aditar algum semestre é obrigatório fazer a suspensão do contrato no agente financeiro e no MEC.

8) Perdi o prazo do aditamento neste semestre, posso aditar os dois no próximo semestre?
Não. Terá de fazer a Suspensão do semestre não aditado para poder fazer o aditamento do semestre seguinte. O semestre não aditado, e que tenha sido cursado, terá de ser pago de forma integral para a IES.

9) A minha mensalidade aumentou e a renda do meu fiador não, tenho de providenciar mais um fiador?
Sim. Caso o fiador não tenha a renda de 2 (duas) vezes o valor da mensalidade é possível adicionar mais 1(um) fiador para complementar a renda do primeiro. Obs.: Caso você seja Bolsista  Parcial Prouni, é necessário que a renda do fiador(es) seja de 1(uma) vez o valor da mensalidade.

10) Já possuo dois fiadores e a renda deles agora é insuficiente para fazer o aditamento, posso acrescentar um terceiro fiador?
Não. O Fies permite no máximo 2(dois) fiadores.

11) Meu fiador agora está com restrição cadastral, preciso trocar de fiador?
Em termos. Caso seja possível regularizar a pendência dentro do prazo, ele pode continuar a ser o seu fiador, caso contrário você terá de mudar o fiador.

Mais informações sobre o Aditamento? Entre Aqui


Transferência

1) A transferência pode ser feita de forma parcial?
Não. A transferência só poderá ser feita de forma integral (todo o semestre) a partir do semestre posterior ao da Contratação ou do Aditamento.

2) Após fazer a transferência o que eu tenho de fazer?
Você terá de fazer o aditamento de renovação semestral, caso vá estudar, ou a suspensão do semestre, caso não vá estudar no semestre.
Atenção: Se fizer o aditamento ou suspensão do semestre, só poderá fazer a transferência no semestre seguinte.

3) Se o meu contrato possui a garantia do FGEDUC posso transferir para qualquer IES?
Sim. Desde que a IES não esteja suspensa do Fies, pois desde fevereiro de 2014, todas as IES são obrigadas a aderir ao FGEDUC. Quem não aderiu está suspensa do Fies.

4) Fiz um curso de licenciatura, posso transferir para outro curso que não seja de licenciatura?
Em termos. Caso  o tipo de garantia tenha sido o FGEDUC, ele só poderá se transferir para outro curso, que não de licenciatura, caso a renda familiar per capita apurada à época da inscrição tenha sido igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

5) Tenho Fies em um curso de licenciatura, se me transferir para um curso de outra área o percentual de financiamento pode ser diminuído?
Sim. Caso o comprometimento de renda familiar mensal bruta per capita apurado à época da inscrição não seja compatível com o percentual de financiamento contratado.

6) Posso fazer a transferência  durante o período de dilatação?
Sim, desde que a quantidade de semestres a cursar na IES de destino não ultrapasse o prazo máximo para dilatação.

7) O valor da mensalidade do curso de destino é maior do que o do curso atual, haverá algum problema?
Não. Para a transferência o valor da mensalidade do curso de destino pode ser maior ou menor, sem nenhum problema. Lembrando que: caso o valor aumente e o contrato tenha fiador, o(s) fiador(es) terá(ão) de ter duas vezes o valor da nova mensalidade com desconto.

8) Meu curso atual tem uma quantidade menor de semestres do que o que pretendo me transferir. É possível fazer a transferência?
Sim. Não haverá problema na transferência, porém caso precise, não poderá fazer dilatação do prazo ao final do prazo regular do novo curso.

9) A IES de destino é obrigada a aceitar a minha transferência?
Não. De acordo com a Cláusula décima sétima do contrato Fies, em seu parágrafo segundo: É facultado à IES de destino, aceitar o (a) FINANCIADO (A) na qualidade de beneficiário do FIES.

10) Posso mudar de curso após a contratação do Fies?
Sim. Uma única vez e no máximo 18 meses após o início do semestre da contratação, caso seja feita na mesma IES, ou seja, três semestres de efetiva utilização do Fies.
Para outra IES, pode ser feita a qualquer tempo, mas terá de descontar a quantidade de semestres cursados na IES anterior. Por exemplo: se cursou 6 semestres de Odontologia em uma faculdade e se transfere para uma outra faculdade no curso de Medicina de 12 semestres, só terá direito a financiar 6 semestres pelo Fies.
Em qualquer dos casos não terá direito à dilatação do prazo regular.
Observação: para o Fies o 1º semestre se inicia em  1º de Janeiro e o segundo em  1º de Julho.


Mais informações sobre a transferência? Entre Aqui

Suspensão

1) Fiz o trancamento do meu curso na faculdade, preciso fazer a Suspensão?
Sim. É obrigatório fazer a Suspensão. A suspensão é feita online, sem a necessidade de ir ao banco.

2) Fiz o aditamento do semestre e pretendo agora fazer a suspensão deste mesmo semestre, é possível?
Sim. Porém a suspensão parcial só valerá a partir do mês seguinte ao da assinatura da Suspensão, devendo ser solicitada até o dia 15, de Janeiro a Maio e de Julho a Novembro. Por exemplo: se assinou em Maio ela só valerá a partir de Junho, por exemplo. Essa regra também vale para o semestre de contratação.

3) Estudei por alguns meses e passou do prazo de fazer o aditamento do semestre, como proceder neste caso?
Neste caso, você terá de fazer a Suspensão de todo o semestre. Mas lembre-se, nenhum valor será repassado à faculdade. Então você terá de arcar com o valor integral dos meses em que estudou.

4) Estou com o Fies suspenso, preciso pagar as parcelas trimestrais deste semestre?
Sim. As parcelas trimestrais tem relação com o valor já liberado, com a dívida, e independem de que o estudante esteja ou não estudando naquele semestre. É pago uma parte dos juros, limitado a no máximo, R$ 50,00( contratos assinados até o 1º semestre de 2015) ou R$ 150,00( contratos assinados a partir do 2º semestre de 2015).

5) Fiz a suspensão no semestre passado e quero retornar neste semestre, o que devo fazer?
Simplesmente faça a matrícula e peça para que a CPSA inicie o seu aditamento de renovação, depois valide o aditamento, que poderá ser Simplificado ou Não Simplificado.

Mais informações sobre a Suspensão? Entre Aqui

Fundo Garantidor(FGEDUC)

1) Todos os estudantes das faculdades que aderiram ao Fundo podem escolher esta opção?
Não. Somente os que atenderem a pelo menos uma dessas três opções:
- Ser estudante matriculado em curso de Licenciatura.
- Ser Bolsista Parcial do Prouni no mesmo curso em que pretende fazer o Fies.
- Ter a renda per capita familiar até um salário mínimo e meio ( Qualquer que seja o curso)

2) Quando fiz a contratação minha renda familiar era inferior a 1 salário mínimo e meio per capita, porém agora no aditamento ela é maior. Irei perder o direito ao FGEDUC e terei de arranjar um fiador?
Não. A renda familiar só é verificada pela CPSA no momento da inscrição. O tipo de garantia não pode ser modificado após a assinatura do contrato.

Mais informações sobre o Fundo Garantidor? Entre Aqui

Encerramento 

1) Quais as opções para o encerramento antecipado do Fies?

I  - liquidar o saldo devedor do financiamento no ato da assinatura do Termo de Encerramento;
Significa: Liquidar todo o saldo devedor, pagando de uma única vez, no ato da assinatura do termo de encerramento.

II - permanecer na fase de utilização do financiamento e cumprir as fases de carência e amortização de acordo com as condições pactuadas contratualmente;
Significa: Caso o estudante queira continuar o curso, sem o Fies, mas só pagar ao final do prazo previamente acordado no contrato original. Neste caso ele deverá levar a comprovação de matrícula no semestre atual. Poderá continuar  na mesma faculdade ou em outra. Após o final do prazo do curso ele terá 18 meses de carência e só depois começará a pagar o principal.

III - antecipar a fase de carência do financiamento e cumprir a fase de amortização de acordo com as condições pactuadas contratualmente;
Significa: Antecipar a fase de carência de 18 meses. Nesta opção o estudante terá carência de 18 meses antes de começar a pagar o principal. Durante a carência o estudante fica obrigado a pagar as parcelas trimestrais de juros.


IV  - antecipar a fase de amortização do financiamento e efetuar o pagamento das prestações de acordo com as condições pactuadas contratualmente.
Significa: Antecipar a fase de amortização, sem a carência de 18 meses, e já começar a pagar o principal. Nesta opção o estudante começa a pagar o Fies no mês seguinte, sem carência.

Mais informações sobre o Encerramento? Entre Aqui


*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Seu Agente Financeiro (AF) tem até ...(data) para enviar os SisFIES o arquivo de contratação


O que quer realmente dizer a mensagem do Sisfies*: Seu Agente Financeiro (AF) tem até ...( e especifica uma data qualquer ) para enviar os SisFIES o arquivo de contratação".

O que isto significa?
Significa que os dados do Sisfies já foram processados no sistema interno do MEC e foram enviados para o sistema do banco.
Depois disso o sistema do banco precisa retornar a confirmação para o sistema do MEC.
A data especificada é o prazo máximo definido para que esse processamento ocorra.
Até a data especificada no Sisfies não há nada a fazer, a não ser acompanhar.
Caso ultrapasse a data e não seja processado, aí sim, você deve abrir uma demanda no FNDE.
Até lá somente acompanhe para ver se muda o status e verificar se aparece o semestre em questão no histórico do Sisfies.

*Sistema do MEC para o Fies.

domingo, 1 de março de 2015

O que é limite de crédito global?

Limite de crédito global é o valor máximo de  crédito que o estudante terá direito durante todo o curso.
Esse valor é definido levando em conta o valor financiado no semestre de contratação, multiplicado pela quantidade de semestres restantes até a conclusão do curso acrescido  de 25 % para suprir possíveis aumentos de mensalidades até o final do curso.
Os valores financiados a cada semestre  serão deduzidos  do limite de crédito global.

Exemplo para um curso de 10 semestres, em que o estudante começa a estudar com o Fies desde o início.
Semestralidade inicial =  10.000,00
Valor total do curso    = 100.000,00(valor da semestralidade multiplicado por 10)
Acréscimo de 25%     =   25.000,00(valor para suprir possíveis aumentos de mensalidades)
Valor do limite global =125.000,00( valor total da semestralidade do curso acrescido de 25%)

E caso o limite global não seja suficiente?
Neste caso ao fazer o aditamento de renovação ou a dilação do prazo do curso, o estudante terá de fazer uma solicitação formal ao agente operador, no caso o FNDE. Ligue para o telefone 0800 616161.
Neste caso o aumento do limite ficará a critério do FNDE, que poderá ou  não autorizar.

O que verificamos é que o sistema não tem feito a crítica, até o momento, deste limite global mesmo quando ele é ultrapassado. 

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Mensagens de erro e problemas no site Sisfies do MEC na inscrição do Fies

Como era esperado o site do Fies, o Sisfies, está apresentando um grande número de erros. A grande maioria em função da quantidade de acessos simultâneos, o que sobrecarrega o site.
O ideal seria a área de tecnologia do MEC disponibilizar mais servidores, para assim permitir  um maior número de acessos.
Enquanto isso não acontece vão continuar ocorrendo erros e quedas de página.

 Abaixo listamos alguns dos erros mais comuns relatados pelos estudantes:

-Erro na aplicação. Ocorreu um erro no sistema, por favor, tente novamente.

-M001) - Erro ao salvar registro. Tente novamente.

- Aviso ( sem que não nada escrito abaixo do aviso)

-Erro 004 codigo de verificação de imagem não confere

-(081) - O número de telefone deve possuir no mínimo 11 caracteres, (99) 99999-9999


Entretanto o erro abaixo  pode ser que não seja em função de problema de congestionamento do site:
-(511)- O valor da semestralidade informado é superior ao valor máximo passível de financiamento. Verifique junto à CPSA

Em relação a esse erro, que não impede que o estudantes finalize a inscrição.  Será que quando a CPSA for validar a inscrição do estudante será permitido  fazer a validação?
Será que esse erro tem relação com o aumento máximo de 6,41% na mensalidade em relação ao semestre anterior?

Saberemos em breve, quando as CPSAs forem validar...


*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Como pode ser feita a substituição do fiador no Fies

De forma reduzida fiança significa o seguinte:
A fiança é uma espécie de contrato através do qual uma pessoa, o fiador, garante com seu patrimônio a satisfação de um credor, caso o devedor principal, aquele que contraiu a dívida, não a pague em seu(s) vencimento(s).

A Fiança no Fies ainda é mais rígida do que a maioria das fianças bancárias normais.
Ao aceitar ser  fiador esteja ciente que está assumindo a dívida total do contrato, por tempo indeterminado e só poderá ser substituído com a anuência do estudante e do agente financeiro do Fies. Inclusive, durante a fase de utilização, o estudante pode aditar e renovar o Fies sem a sua anuência através do aditamento SIMPLIFICADO.
Não existe fiança por tempo determinado no Fies. Não acredite se lhe disserem que só será fiador por seis meses, você será fiador por tempo indeterminado até que o substituam. Caso não seja substituído, continuará sendo fiador e, caso seja o último fiador, ficará responsável por TODA  A DÍVIDA, não somente o que foi assinado por você.

Como pode ser feita a substituição?

- Contrato inicial anterior a 2010:
Nos contratos assinados anteriores a 2010, a substituição pode ser feita a qualquer tempo, mas tem de ter a anuência do estudante e do agente financeiro, e com a condição do contrato estar em dia.

-Contrato inicial a partir de 2010:
Só é permitida a mudança no aditamento. Se o estudante, à revelia do fiador, continua a aditar e o aditamento for SIMPLIFICADO, o fiador continuará preso à fiança. Neste caso a dívida ainda aumentará em função da liberação do valor do semestre.
O MEC não criou nada para que o fiador possa bloquear o aditamento, como existia no antigo sistema da Caixa, quando a Caixa era o agente operador do Fies.
Caso o estudante não tenha mais condição ou não queira mais aditar o contrato, não há possibilidade de substituição.

Importante: Caso o fiador queira ser beneficiário de um financiamento pelo Fies  ele terá de deixar de ser fiador.Deverá ser substituído por alguém que não possua restrição cadastral e que possua renda suficiente. Uma vez o valor da mensalidade COM  desconto para Bolsistas parciais ProUni e duas vezes para os não bolsistas,

 Atenção: ao assinar o contrato, o fiador concorda com a cláusula décima primeira que diz o seguinte:

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA - DA GARANTIA - Assina(m), também, este Contrato o(a) Sr.(a)  FULANO DE TAL ,  na qualidade de fiador(es) e principal(is) pagador(es), sendo esta fiança absoluta irrevogável, irretratável e incondicional, não comportando qualquer tipo de exoneração, renunciando o(s) fiador(es), expressamente, aos benefícios dos artigos 830, 834, 835 e 837, todos do Código Civil Brasileiro, solidariamente se responsabilizando pelo cumprimento de todas as obrigações assumidas pelo(a) FINANCIADO(A) neste instrumento.

Ou seja, o fiador passa a ser o principal pagador  e renuncia aos seguintes artigos  do código civil: 

Art. 830. Cada fiador pode fixar no contrato a parte da dívida que toma sob sua responsabilidade, caso em que não será por mais obrigado.
Art. 834. Quando o credor, sem justa causa, demorar a execução iniciada contra o devedor, poderá o fiador promover-lhe o andamento.
Art. 835. O fiador poderá exonerar-se da fiança que tiver assinado sem limitação de tempo, sempre que lhe convier, ficando obrigado por todos os efeitos da fiança, durante sessenta dias após a notificação do credor.
Art. 837. O fiador pode opor ao credor as exceções que lhe forem pessoais, e as extintivas da obrigação que competem ao devedor principal, se não provierem simplesmente de incapacidade pessoal, salvo o caso do mútuo feito a pessoa menor.


Ao ser fiador, caso haja inadimplência, o seu nome será incluído em cadastros restritivos ao mesmo tempo que o tomador do contrato. Além disso, caso vá fazer algum financiamento ou empréstimo no mesmo banco onde foi fiador, sua margem consignável será diminuída o que pode inviabilizar o seu financiamento ou empréstimo.



*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Ou no Twitter: https://twitter.com/FLAVIOCOLARES1
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476




sábado, 31 de janeiro de 2015

Dicas para fazer a inscrição do Fies

Aqui vão algumas dicas sobre a inscrição do Fies, para que você possa fazer de forma mais rápida e sem correr riscos.

1) Se não tem o valor certo da mensalidade, e não tem como entrar em contato com a faculdade no momento da inscrição, coloque um valor que acha que seja o máximo que a faculdade cobra, pois caso o valor esteja incorreto, a CPSA(Comissão Permanente de Seleção e Acompanhamento)  da IES pode reabrir a inscrição para correção.
Caso coloque um valor muito baixo e a sua IES tenha pouco limite financeiro, pode ser que ao tentar confirmar sua inscrição,depois da correção, não haja limite financeiro suficiente.

2) Não confunda os tipos de fiança.
Fundo garantidor é a garantia SEM FIADOR, será garantido pelo FGEDUC  que é um fundo criado para cobrir a inadimplência, caso exista.Caso tenha direito o melhor é sempre escolher essa opção.
Fiança Solidária é a garantia que é dada por um grupo de 3 a 5 estudantes e você já tem de ter este grupo já consolidado. É preciso que todos estejam juntos no banco na hora de assinar o contrato.
Fiança convencional é a fiança tradicional com um ou dois fiadores. O fiador, que pode também ser qualquer membro do grupo familiar, exceto cônjuge do estudante, fica como garantidor do contrato em caso de inadimplência do estudante.
Atenção:  neste tipo de garantia, caso o fiador  já tenha sido  fiador de qualquer outro contrato no Banco do Brasil, escolha a Caixa. O Banco do Brasil tem uma regra interna que não permite que uma pessoa seja fiador de mais de um contrato, qualquer que seja a renda.
Na Caixa basta que a pessoa tenha renda igual ou superior ao dobro de todos os contratos para que ele possa ser seu fiador.


Caso erre o tipo de fiança, ou tenha direito ao Fundo garantidor e tenha escolhido outra opção, peça para a CPSA reabrir a sua inscrição para correção.
Depois de emitido o DRI( Documento de Regularidade de Inscrição) pela CPSA da faculdade somente poderá alterar no banco entre Fiança Solidária e Fiança convencional.
Depois de assinado o contrato o tipo de garantia não poderá ser mais mudado.

3) Esteja com a documentação do grupo familiar em mãos para preencher os dados. Você poderá alterar depois que entregar na CPSA, pois  ela pode reabrir a sua inscrição para correção, mas pode ser que, com as alterações, os percentuais de financiamento possam ser aumentados ou diminuídos depois das correções.

4) O valor do salário, tanto do grupo familiar, quanto do fiador a ser informado é o salário bruto, sem levar em conta os descontos. Salários com hora extra ou comissões devem ser informados pela média dos seis últimos meses.

5) Esteja atento(a) à documentação exigida, tanto na CPSA da  IES quanto no banco. Existe um prazo para comparecer à CPSA e outro ao banco. Não perca os prazos!

6) Existem diferenças no nível de exigência entre as CPSAs . Algumas são muito exigentes outras muito flexíveis. É bom se inteirar com estudantes da sua faculdade quanto  a isso.

7) Caso perceba, após finalizar a inscrição, que existe algum dado incorreto, não se preocupe. A CPSA pode reabrir a sua inscrição. Mas atenção: somente é permitido antes de emitir o DRI ( Documento de Regularidade de Inscrição), que é o documento para levar ao banco.



*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/
Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476

Ad sense

Ad sense