Clique abaixo para entrar diretamente no assunto

terça-feira, 8 de maio de 2012

Principais Etapas do Fies


As principais etapas do Fies são as seguintes:

1ª Etapa: Inscrição.

Para fazer a inscrição é preciso que o estudante tenha um vínculo com a IES (Instituição de Ensino Superior), ou seja, tenha passado no vestibular ou outro tipo de seleção.
Não é necessário que o estudante tenha feito a matrícula para que possa fazer a inscrição no Fies, porém, caso a IES não tenha limite financeiro ele terá de se matricular e aguardar que a IES solicite uma valor para que a inscrição possa ser finalizada.
Após  a conclusão da inscrição haverá um prazo para levar a documentação para a CPSA (Comissão Permanente de Seleção e Acompanhamento)da IES para que ela valide a inscrição.
Atenção: Há um prazo para apresentar a documentação solicitada, que caso não seja cumprido, a inscrição perderá a validade.

Após a análise da documentação solicitada pela CPSA e, caso esteja de acordo com o que foi declarado na  inscrição, a CPSA emitirá um documento, a Declaração de Regularidade de Inscrição (DRI) que terá de ser apresentado ao agente financeiro escolhido na inscrição dentro do prazo(normalmente 10 dias).

2ª Etapa: Contratação.

De posse da DRI assinada pelo presidente da CPSA  o estudante se dirige ao agente financeiro para fazer a contratação do seu Fies.
Atenção: terá de ser levada  nova  documentação para a contratação, pois a documentação deixada na IES diz respeito ao processo de inscrição e não é remetida ao agente financeiro.

Dica : o processo de contratação varia de agência para agência, e de acordo com a quantidade de estudantes a serem atendidos no momento. Procure buscar informações na agência e no agente financeiro escolhido o quanto antes, para que não perca o prazo e tudo transcorra da melhor forma possível.

Após a assinatura, o seu contrato já estará no sistema geral do FIES.


3ª Etapa: Aditamento*.

Aditar significa: adicionar, acrescentar, ou seja,  a cada semestre terá de ser feito um aditivo ao contrato original para que possam ser adicionados novos valores.
O processo começa com a IES informando os valores no site Sisfies do MEC (o mesmo em que é feita a inscrição) porém no ícone Aditamento. Após isso o estudante terá, obrigatoriamente, de validar o que foi informado pela IES, caso esteja correto, para que o aditamento possa ter prosseguimento.

Atenção: confira cuidadosamente os valores e dados informados pela IES. Caso tenha direito a algum desconto, verifique se ele está sendo concedido.

Após a validação o Sisfies, fará a indicação do tipo de aditamento, se Simplificado ou Não Simplificado.
Encaminhe-se então à IES para que seja finalizado o aditamento.
Caso seja Simplificado o aditamento é finalizado na própria IES.
Caso seja Não Simplificado a IES entregará o Documento de Regularidade de Matrícula (DRM)  que precisa ser levado ao agente financeiro para que possa ser finalizado.

Atenção: no aditamento Não Simplificado é obrigatória a presença do Fiador (caso o contrato possua este tipo de garantia) Cônjuge do fiador( para fiador casado) e do próprio estudante para assinatura do Termo Aditivo.

Atenção: Este processo de se fazer aditamento diz respeito aos contratos formalizados a partir de 14 de Janeiro de 2010. Os contratos assinados anteriormente a 14 de Janeiro de 2010 tem um processo um pouco diferente.

Em novos posts explicaremos ainda mais detalhadamente cada uma dessas etapas.

*Para fazer o download gratuito das músicas deste blog e curtir minha página, entre no endereço abaixo:
https://www.facebook.com/pages/Flávio-Colares/363430400342476
*Devido a uma maior interatividade, as dúvidas  estão sendo esclarecidas  no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/

16 comentários:

  1. gostaria de saber se o valor da minha mensalidade aumentar de 1000 para 1750 meu aditamento passa a ser não simplificado?...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patrícia, o simples aumento da mensalidade não é motivo para que o aditamento seja Não Simplificado.

      Excluir
  2. tenho cinco modulos fiquei em dois corro risco de perder o fies ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, corre este risco, caso a CPSA lance isso no Fies e não autorize a continuidade do financiamento.

      Excluir
  3. Quando foi ao meu primeiro acesso do site diz que a minha data de nascimento não coincide com a da receita federal...já fui até no correio paara ver e lá ta tudo ok, o que eu faço?
    E tambem gostaria de saber se tem como fazer sem fiador

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila, o sistema do Fies ao ser digitado o seu cpf gera os seguintes dados cadastrados na Receita Federal: Nome e Data de nascimento.
      Se estiverem incorretos, você pode solicitar a alteração.

      Para saber como fazer o Fies pelo FGEDUC, leia o post específico neste blog, ok?

      Grande abraço!

      Excluir
  4. Ola, meu nome é Rodrigo.Sou calouro e realizei o processo do FIES tudo corretamente, até a liberação da DRI. Quando liberou, tive dez dias para ir até a instituição financeira, neste periodo, consegui fiador convencional (o que é mais seguro), bem como havia optado pela fiança solidária, para mudar a modalidade fui orientado a esperar vencer o periodo da DRI, esperar mais 15 a 20 dias até o SisFies reconhecer da "desistência" do financiamento, para então, começar uma nova inscrição. Porém, fui orientado, a tentar todos os dias uma nova inscrição no FIES. Pois bem, meu receio é quando fui acessar o site e apareceu o seginte aviso: (M211) - Inscrição não concluída. Bem a inscrição está lá, porém com os campos para alteração neutros, sem possibilidade de alteração de qualquer dado. Quero saber se dentro dos tais "15 a 20 dias", estes campos estarão liberados para nova inscrição?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rodrigo!

      -Quem lhe orientou a esperar vencer o DRI para trocar a fiança? Isso pode ser feito no banco, no momento da contratação. Só não poderia ser trocado no banco caso a garantia fosse o FGEDUC.
      - De 10 a 15 dias, após o vencimento do prazo para comparecimento ao banco, a inscrição deverá estar novamente liberada, caso haja limite financeiro suficiente na sua faculdade.

      Excluir
  5. Boa dia Flávio, preciso muito de sua ajuda, já não sei mais o que fazer.Comecei a estudar no 1° semestre de 2012, e contratei o financiamento também no 1° semestre. Agora no 1° semestre de 2013 me matriculei em outra universidade, desde então estou tentando transferir o financiamento para instituição de destino, porem quando tento pedir a transferência do 1°/2013 recebo um aviso com os seguintes dizeres: Aviso(M219) - O aditamento deve ser solicitado em ordem cronológica de semestre de referência, estive na CPSA de origem (na qual não estudo mais) e me disseram que esta tudo ok com aditamento, porem percebemos que o status do aditivo 2°/2012 se encontra em recebido pelo banco e preciso que esteja concluído, então estive no banco responsável pelo financiamento e também esta tudo ok, abrir varias demandas no portal no FNDE e eles só respondem que esta sendo encaminhado para um setor superior. Estou tentando essa transferência desde de janeiro e o prazo esta correndo, e já não sei mais o que fazer, se souber de alguma coisa que possa me ajudar, ficarei eternamente grata. Muito obrigada e um bom dia!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Luíza. Esse problema referente à transferência ainda não foi solucionada pelo FNDE. A dificuldade é que nada é resolvido tempestivamente pelo FNDE. Vá abrindo demandas para se resguardar e não ser prejudicada em função de um problema tecnológico do próprio sistema do Fies.

    ResponderExcluir
  7. Boa noite Flávio. Moro com minha mãe, e só tenho como provar a renda dela que é de 1 salário minimo. Será que mesmo assim consigo uma aprovação no fies?! Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Arlete!

      Não existe renda mínima para a concessão do Fies. Quanto menor a renda, melhor.

      Excluir
  8. Bom dia flavio, tenho uma renda de 1.100,00 mais não posso fazer como fiador solidario pois tenho restrição, minha mãe é aposentada e tem renda de um salario minimo, posso colocar ela como fiadora? Tem algum problema não ser aprovado por conta do baixo salario dela?

    Outra duvida, caso não consigo com minha mãe vou tentar com meu tio, mais ele tem um renda em media de 3.000,00 fica mais dificil financiar 100% com essa renda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonardo, acho que está confundindo a questão do fiador com a questão de percentual de financiamento. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. O grupo familiar tem de ter renda, mas não existe renda mínima, ok? Sobre a porcentagem leia o post específico neste blog.(clique e cole o endereço abaixo no navegador)
      http://tudosobrefies.blogspot.com.br/2013/02/como-e-definido-o-percentual-maximo-de.html

      Excluir
  9. Boa Noite Flavio, finalizei o financiamento do Fies a poucos dias, e gostaria de saber qual seria o prazo do Fies se comunicar com a minha faculdade? Para assim eu já dar inicio nos procedimentos de aditamento e ressarcimento dos valores pagos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite!

      O Fies não se comunica com a sua faculdade. Você deve levar uma cópia do seu contrato para a faculdade e verificar com eles qual o prazo de devolução.

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.