Clique abaixo para entrar diretamente no assunto

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Limites para o Financiamento do Fies

A portaria  nº 07 de 10 de Abril de 2012  alterou substancialmente os limites para a contratação do Fies para os estudantes.
Agora só terá acesso ao financiamento o estudante cuja renda bruta familiar não ultrapasse 20 salários mínimos.
Além disso, o percentual de financiamento está agora diretamente vinculado ao valor da renda bruta familiar do estudante, ao contrário de antes, que era de acordo com a renda per capita familiar.
Acesse aqui a íntegra da portaria.

Para fazer o download gratuito das músicas deste blog, entre no endereço abaixo:
http://www.reverbnation.com/flaviocolares
*As dúvidas também podem ser esclarecidas no grupo " Tudo sobre Fies" no Facebook: https://www.facebook.com/groups/503103603077760/

12 comentários:

  1. Olá Fávio!
    Minha faculdade não iniciou ainda o aditamento via sistema e esta fechada desde meados de dezembro. Porem recebi uma mensagem informando que o aditamento terminou em 31/12/12. Como faço??? Será que perdi o financiamento nesse semestre? Qdo entro no site do Fies, aparece que a instituição ainda não iniciou o aditamento... estou confusa! Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nik!

      O aditamento para os contratos novos, assinados a partir de 2010, foi prorrogado até 31/03/2013.

      Excluir
  2. Ola Boa noite eu estou fazendo a inscriçao para o fies e estou no 3 passo e quando eu clico em gravar prosseguir aparecesse isso aqui (302) - Esgotado o limite financeiro da Instituição de Ensino. Favor entrar em contato com a CPSA oque eu devo fazer .E enquanto enquanto tempo o dinheiro é liberado para as universidades quanto tempo isso leva para mim poder continuar seguindo com o processo da inscriçao para pode finalizar meu pedido do FIES me ajude ..Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Giovana, leia o post Erro 302, esgotado o limite financeiro neste blog, nas publicações deste ano.

      Excluir
  3. OLÁ FLAVIO ESTAVA VENDO SEU BLOG NOVAMENTE, E VI QUE VC POSTOU QUE VOLTOU NOVAMENTE O FINANCIAMENTO PARA QUEM TEM RESTRIÇÃO É ISSO MESMO, VOU PODER FAZER NO MEIO DO ANO QUANDO ABRIR O VESTIBULAR PARA O CURSO QUE EU QUERO PODERIA ME RESPONDER E GRATO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maykon!

      Desde o início do mês de março deste ano a liminar voltou a vigorar, porém liminares podem ser cassadas a qualquer momento. Não há como garantir que estará em vigor até o 2º semestre.

      Excluir
    2. Tudo bem flávio voltando a liminar eu posso optar pela opção do fiador Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC) quando for fazer o fies , sem precisar de fiador ainda com restrição no cpf,estoiu no aguardo

      Excluir
    3. Maykon, se você se enquadrar nas exigências do FGEDUC, é claro que pode optar por ele.

      Excluir
  4. Olá Flávio, muito esclarecedor seu blog, parabéns! Mas ainda assim tenho uma dúvida: Quero solicitar o FGEDUC e queria saber se é necessário possuir renda equivalente ao dobro da mensalidade pois eu estou desempregada e a renda do meu marido não corresponde ao dobro. Ah, também gostaria de saber se tenho que apresentar algum tipo de atestado de convivência pois eu e meu marido vivemos juntos mais de 10 anos mas não somos casados, aguardo sua resposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelos elogios!

      Não é necessário ter renda do dobro do valor da mensalidade para conseguir o FGEDUC, pelo contrário. Para maiores informações peço que leia o post específico sobre o Fundo garantidor (Veja em postagens populares do lado direito do blog).

      Excluir
  5. Muito obrigada Flávio! Ontem para minha surpresa falei com meu tio que é funcionário público do município e ele topou ser meu fiador,o salário dele corresponde ao dobro da mensalidade mas ele fez um empréstimo que desconta em torno de 500 reais aí nesse caso queria saber se isso conta, será que consigo????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por nada!
      O que é verificado é a renda bruta, não importando eventuais descontos por empréstimos. Se a renda bruta é de duas vezes a mensalidade não poderá haver problema.

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.